mulher

Papa Bento XVI estaria sofrendo de erisipela, segundo imprensa local: o que é isso?

papa bento 16 0820 1400x800
Franco Origlia/Correspondente/Getty Images

De acordo com a imprensa alemã, o papa emérito Bento XVI tem apresentado um estado de saúde bastante frágil recentemente, e isso é fruto de uma doença de pele. Conforme informou o biógrafo religioso Peter Seewald, que o viu nos últimos dias, ao veículo alemão “Passauer Neue Presse”, Bento XVI tem erisipela no rosto, infecção que, apesar de relativamente simples, pode ter complicações graves dependendo do paciente.

Bento XVI com erisipela

Segundo Peter, que teria encontrado Bento XVI no último sábado (1) para entregar a ele a biografia do papa emérito, além de aparentar fragilidade, sua voz era praticamente inaudível. Ao se pronunciar sobre o assunto, o Vaticano afirmou que, apesar da angústia pelo fato de o papa emérito ter 93 anos e estar enfrentando uma dor intensa, não há maiores preocupações quanto à gravidade da doença.

papa bento 16 2 0820 1400x800
Franco Origlia/Correspondente/Getty Images

Erisipela: o que é

A erisipela é uma infecção cutânea que afeta tanto a pele quanto o panículo adiposo (tecido celular que fica abaixo dela) e os vasos linfáticos. Conforme explica a Sociedade Brasileira de Dermatologia, a principal bactéria envolvida nos quadros da doença e a Estreptococo beta-hemolíticodo grupo A, mas há também outros micro-organismos que podem contribuir com a doença.

Geralmente, ela se manifesta nos pés ou pernas pela facilidade que estas regiões têm de sofrer pequenas lesões que permitam a entrada da bactéria, mas ela também pode surgir em outras partes do corpo – como o rosto, que é o caso de Bento XVI.

erisipela infeccao perna 0319 1400x800
SariMe/shutterstock

Causas

De acordo com o angiologista Ivanésio Merlo, a causa-base da erisipela é uma ferida que permite o contato da bactéria com o organismo, e há uma série de condições que podem gerar esse quadro favorável à infecção. “É o caso de micoses, pé de atleta, frieiras, unha encravada, rachaduras nos pés, pelo encravado, picada de inseto e assim por diante”, afirma o especialista.

No caso do rosto – local mais incomum que as pernas para o surgimento da doença, mas ainda assim possível –, uma mera espinha inflamada pode ser suficiente para que o micro-organismo causador da doença entre no corpo. Além disso, segundo o angiologista, alguns grupos de pessoas estão mais suscetíveis, como aquelas que têm lesões frequentes, imunidade baixa, obesidade e má circulação sanguínea.

mulher espinha acne 0819 1400x800
TRIG/Shutterstock

Sintomas

De início, é comum notar vermelhidão, ardência, e calor no local afetado pela infecção e, como qualquer processo infeccioso, o quadro tende a se desenvolver com febre alta, náuseas, vômitos, calafrios e mal-estar geral.

Tratamento

A erisipela é uma doença que requer avaliação médica do quadro e, por vezes, internação para a indicação do medicamento mais adequado – que, em geral, é um antibiótico. A quantidade do remédio varia de acordo com a gravidade da infecção, e ele pode ser administrado por via oral ou por injeção.

remedio coronavirus lopinavir ritonavir 1400x800 0320
Orawan Pattarawimonchai/shutterstock

Quando é grave?

Segundo Merlo, um dos riscos da doença é o de uma lesão anteriormente pequena virar um grande problema. “Em casos mais avançados, a região de entrada da infecção pode fazer bolha e abrir ferida”, afirma o angiologista, citando também que, caso a erisipela não seja tratada corretamente, pode comprometer o sistema linfático e gerar um inchaço que dura para o resto da vida.

Além disso, como ocorre com qualquer quadro infeccioso que não é tratado a tempo ou de forma eficiente, há também o risco de morte.

problema pele erisipela 0417 1400x800
LiudmylaSupynska / iStock

Saúde