explore

Atletas do salto viralizam ao dividir ouro: cumplicidade entre eles já dura anos

mutaz essa barshim gianmarco tamberi olimpiadas 0821 1400x800 1
Patrick Smith/Getty Images

A final do salto em altura masculino nas Olimpíadas de Tóquio, que aconteceu no último domingo (1), foi palco de uma das cenas mais marcantes dos Jogos de 2020. Isso porque o primeiro lugar do pódio foi dividido entre o italiano Gianmarco Tamberi e o catariano Mutaz Essa Barshim.

Ambos terminaram seus saltos em 2.37 metros e não erraram nenhuma tentativa até chegarem na marca de 2.39 metros. Depois de três erros cada, a organização do evento permitiu que cada um tivesse um salto extra para decidir o campeão. No entanto, eles preferiram dividir a medalha de ouro.

E mais que “apenas” o ouro, os dois atletas que viralizaram ao redor do mundo compartilham também uma linda história de amizade e cumplicidade – que, com toda certeza, simboliza o espírito olímpico.

Amizade dos atletas do salto que dividiram o ouro

mutaz essa barshim gianmarco tamberi olimpiadas 0821 1400x800
Patrick Smith/Getty Images

Em 2016, durante uma competição em Mônaco, na Europa, Gianmarco Tamberi sofreu uma lesão no tornozelo – que o impediu de participar da Rio 2016 e de outros torneios daquele ano. Quando o atleta voltou à ativa em 2017, ainda não estava totalmente recuperado.

Em 2017, Tamberi participou da Diamond League em Paris, na França, mas acabou queimando todas as suas tentativas na competição. Bastante frustrado, o italiano acabou se trancando em um quarto de hotel, não aceitando falar com ninguém. E foi então que Mutaz Essa Barshim entrou na história.

O catariano insistiu que queria conversar com o colega, e disse que só sairia do local depois que os dois falassem. Durante o papo, Tamberi revelou que sentia medo de não voltar ao nível de antes e ganhou um conselho e tanto de Barshim.

mutaz essa barshim gianmarco tamberi olimpiadas 0821 1400x800 2
Ezra Shaw/Getty Images

O atleta do Catar relembrou suas sábias palavras ao colega durante uma entrevista na televisão: “Não tente acelerar o processo. Você teve uma lesão muito grave e já está de volta na Diamond League. Ninguém esperava isso. Mas você precisa do seu tempo, não se cobre tanto tão cedo. Apenas veja o que vai acontecer”.

Após a conversa, Tamberi resolveu não desistir do esporte: voltou aos treinos e às competições. Quatro anos depois, os dois se reencontraram nas pistas de Tóquio para competir nas finais do salto em altura das Olimpíadas. E o feito foi grande: protagonizaram um empate que garantiu o primeiro lugar no pódio aos dois.

Mais sobre as Olimpíadas de Tóquio