Dinho Ouro Preto se diz livre do vício em Rivotril e é elogiado pela coragem de falar

dinho ouro preto cantor 0520 1400x800
TV Globo/Zé Paulo Cardeal

No último mês, o cantor Dinho Ouro Preto, vocalista da banda Capital Inicial, deu um susto nos fãs: aos 56 anos, ele foi diagnosticado com COVID-19 em meio à pandemia do vírus. Atualmente, porém, ele está curado, e recentemente comentou que o vírus o ajudou na superação do vício em Rivotril, sendo elogiado pela braveza em falar sobre um assunto tão delicado.

Dinho Ouro Preto revela ter largado o Rivotril

Em um relato à revista “Veja”, Dinho comentou que nunca teve nenhuma doença tão agressiva quanto a infecção causada pelo SARS-CoV-2, e relembrou outros quadros de saúde preocupantes que já apresentou. Além de citar doenças, como dengue e gripe A H1N1, ele também falou sobre o abuso de substâncias, explicando que, após largar o álcool e a cocaína, ainda faltava deixar de lado o Rivotril, um dos nomes comerciais do clonazepam - medicamento ansiolítico e anticonvulsivante de uso controlado muito vendido no Brasil para o tratamento de insônia, ansiedade e depressão.

Instagram

Esta luta, surpreendentemente, foi algo que o coronavírus o ajudou a vencer. “Deixei para trás a cocaína há quinze anos, parei com o cigarro há dez e estou sem beber há três. E sabe o que mais? Vai parecer maluquice, mas estou há três semanas sem tomar Rivotril. Um hábito horrível que adquiri durante as rotinas insanas de viagens sem dormir”, disse o cantor, explicando que o fim do hábito foi decisivo durante a infecção.

“A COVID-19 me ajudou nisso: só consegui me livrar quando parei minha rotina totalmente. Era a última substância que eu precisava largar. Agora posso dizer que estou limpo”, afirmou ele. Em seu perfil do Instagram, o músico então recebeu uma série de elogios não apenas às muitas superações que viveu ao longo da vida, mas à braveza em revelar algo tão delicado.

dinho ouro preto show 0520 1400x800
Rogério Fidalgo/AgNews

“Parabéns... Muito corajoso da sua parte se expor assim... E dá pra notar que você usa a sua experiência do passado como bússola... Não maldiz o que foi, e se renova para o futuro. Te admiro mais do que nunca”, disse uma seguidora do cantor. “Vc se livrou do Rivotril, que legal!! Boas vibes”, disse outra. “Não é nada fácil ter peito pra falar das nossas fraquezas abertamente”, disse outra. “Legal que vc tem coragem de falar, isso vai sim ajudar muita gente, pode ter certeza disso”, escreveu mais uma fã.

Histórias de superação