Coronavírus ou rinite? Médico explica como diferenciar as duas doenças

rinite alergica coceira nariz 0320 1400x800
Adam Gregor/Shutterstock

Além de ser sintomas que se assemelham aos gripe, o COVID-19 também possui algumas manifestações parecidas com a da rinite alérgica – e como a chegada do outono, estação em que portadores da doença costumam ter mais crises, ocorreu ao mesmo tempo que a epidemia do novo coronavírus chegou ao Brasil, muita gente tem ficado em dúvida quanto a isso. Segundo especialistas, porém, é possível diferenciar.

Coronavírus ou rinite?

Assim como manifestações de rinite alérgica, a infecção por COVID-19 pode, em alguns casos, gerar sintomas como tosse e coriza – e o otorrinolaringologista Alexandre Colombini afirma que, especialmente nesta época do ano e em meio à pandemia do SARS-CoV-2, é natural confundi-las. Ele assegura, no entanto, que é possível saber se um quadro é de coronavírus ou rinite.

coronavirus cuarentena errores 6
Lightspring vía Shutterstock

Conforme explica o médico, enquanto este tipo de rinite em questão é um processo alérgico desencadeado por contato com certas substâncias como poeira, ácaro, mofo, fungo, bolor e pólen, o COVID-19 é causada por um vírus que, no organismo, ataca as células e gera então um processo infeccioso. A melhor forma de diferenciá-las, porém, está no conjunto dos sintomas.

“Na rinite alérgica, a gente vai ter sintomas clássicos de obstrução nasal, coriza, coceira, espirro, o olho coça, o ouvido coça, a garganta coça. Quando a gente pensa em uma infecção viral, como agora pensamos especificamente no COVID-19 ou até em uma influenza, no H1N1, a gente vai ter sintomas de febre, tosse, dor no corpo, indisposição, que são sintomas diferentes”, explica o médico.

espirro tosse braco 0320 1400x800
Melinda Nagy/Shutterstock

É importante lembrar, porém, que mesmo sabendo que tosses ou espirros constantes são fruto de uma alergia e não do COVID-19, é necessário seguir cuidando da higiene pessoal. Segundo estudos, muitos casos de coronavírus são assintomáticos ou brandos a ponto de a pessoa não perceber que está infectado, então cobrir a boca e o nariz ao espirrar ou tossir e lavar bem as mãos são medidas essenciais para todos.

Rinite facilita infecção por COVID-19

Segundo Colombini, uma rinite mal tratada, que tem sintomas agudos, pode facilitar o contágio por COVID-19. “O maior problema da rinite, ainda mais na fase mais aguda, é o fato de as pessoas estarem levando a mão ao rosto o tempo todo para coçar o nariz, espirrar, tossir, coçar o olho... Isso acaba levando ao maior contato das mãos com as mucosas respiratórias e facilita o contágio”, diz.

Isso, porém, não é exclusivo da rinite alérgica. “Qualquer inflamação de via aérea pode ser um facilitador”, afirma o otorrinolaringologista. É preciso, portanto, se atentar ao tratamento do problema, bem como manter uma boa higiene pessoal, lavando as mãos com frequência ou desinfetando-as com álcool em gel. Procure usar um lenço sempre que precisar levar a mão ao rosto.

rinite coriza nariz escorrendo 1019 1400x800
goodluz/Shutterstock

Coronavírus: informações importantes