Ansiedade pode ser de 5 tipos: saber qual deles o paciente tem facilita o tratamento

depressao ansiedade tristeza 0717 1400x800 0
MikeDotta/shutterstock

A ansiedade é aquele sentimento relacionado a preocupação excessiva com o futuro ou medo de que alguma situação não acabe bem. Uma entrevista de emprego, um grande projeto de vida e até o início de uma nova atividade pode deixar muitas pessoas angustiadas além da conta.

Embora seja um sentimento normal a todos os seres humanos, quando essa sensação de apreensão se manifesta no corpo por meio de sintomas como suor, tontura, batimentos cardíacos acelerados, estresse e até dificuldades para respirar, pode se tornar um problema de saúde – tanto físico quanto mental.

ataque ansiedad panico 0
Chinnapong vía Shutterstock

Existem vários tipos de ansiedade, de acordo com a Sociedade Brasileira de Inteligência Emocional. Entre os mais comuns, estão:

Transtorno de Ansiedade Generalizada

É o tipo mais comum de ansiedade, que afeta milhões de pessoas em todo o mundo. É descrita como um estado de tensão permanente, manifestando-se com pensamentos intensos e sem justificativa, assim como um estado contínuo de angústia – o que interfere diretamente nas atividades diárias do indivíduo.

Fobias (social ou específica)

No caso da fobia social, a pessoa que sofre e sente terror pela interação com outras pessoas. Isso pode causar incapacidade de falar em público, por telefone, usar banheiros públicos e até mesmo comer na frente dos outros.

Quando o distúrbio é para uma fobia específica, está relacionado a um medo causado por um estímulo particular, como sangue, cães, dirigir um carro, entre outros.

ansiedade vergonha critica 1218 1400x800 0
Jess Rodrigues/shutterstock

Transtorno obsessivo compulsivo (TOC)

É caracterizado por provocar insegurança e pensamentos intensos que levam a rotinas que beiram a obsessão. Por exemplo, se a pessoa tiver dúvidas se fechou seu carro corretamente, ela irá verificar várias vezes se realmente o fez, até que fique mais calmo.

Por outro lado, há também casos extremos de obsessão com a limpeza, onde o indivíduo com esse desconforto está continuamente higienizando a casa, as mãos e vive com aversão ao mundo, considerando-a suja e um foco de infecções.

Ataques de pânico

Não costuma manifestar-se de maneira constante, mas seus sintomas são muito intensos. As pessoas com ataques de pânico têm a sensação de que estão prestes a morrer. Alguns até sentem que sufocam ou que mal conseguem respirar.

Um ataque de pânico pode variar de 10 a 30 minutos. Quando acontece, as pessoas sentem fadiga e medo de outro episódio, o que diminui sua qualidade de vida.

Transtorno de estresse pós-traumático

Como o nome indica, esse distúrbio aparece depois de uma pessoa sofrer um evento traumático. Um indivíduo com essa condição tem um alto nível de estresse, que pode até se tornar incapacitado. Reviver esse evento traumático pode causar pesadelos, irritação, cansaço, etc.

Se você tem alguma dessas condições, a recomendação é procurar ajuda profissional o quanto antes, pois apenas um especialista pode ajudá-lo a superar esse mal e indicar o melhor tratamento.

Ansiedade: como identificar?

Matéria traduzida do original de VIX espanhol, do autor Sebastián Pérez.