mulher

Maju Coutinho: "Quanto mais levo porrada, mais se faz necessária a minha presença"

maju coutinho melhores do ano 1219 1400x800
Imprensa Globo

O ano de Maju Coutinho foi cheio de realizações. Após assumir a bancada do "Jornal Hoje", ela levou a estatueta de Melhor Jornalista no "Domingão do Faustão", concorrendo ao lado de Renata Vasconcellos e Sandra Annenberg.

Para a ocasião, ela apostou em um vestido evasê estampado e usou seu discurso para falar sobre os desafios da profissão e preconceito.

Vestido de Maju Coutinho

maju coutinho sandra annenberg renata vasconcellos 1219 1400x2104
Imprensa Globo

O modelo usado por Maju é assinado pela Carolina Herrera. A peça segue um corte mais clássico e discreto, que combina muito com o estilo da jornalista quando comanda o "Jornal Hoje".

Amarelo, o vestido tinha estampa de flores pretas e foi lançado pela marca em 2018. Com gola careca e saia evasê, a peça evidenciou a cintura da apresentadora.

Para completar a produção mais clássica, Maju optou por um coque com volume na raiz.

maju coutinho melhores do ano 1219 1400x2100
Imprensa Globo

Discurso de Maju Coutinho

Ao receber o prêmio, Maju lembrou do trabalho em equipe necessário para colocar o jornal no ar. A jornalista ainda aproveitou para falar da importância de um jornalismo profissional em um momento tão delicado do País.

"Eu tô lá representando uma galera. São quase 40 pessoas do 'Jornal Hoje', para levar informação de verdade, apurada, num momento difícil do nosso País, num momento em que alguns governantes flertam com o autoritarismo, com uma atitude antidemocrática", disse.

maju coutinho melhores do ano 1219 1400x2104
Imprensa Globo

Questionada sobre os desafios de ser uma jornalista negra, Maju foi categórica: "Eu acho que quanto mais eu levo porrada, mais se faz necessária a minha presença". Ela reconheceu também que, como pessoa pública, está mais exposta às críticas e afirmou a necessidade de "estar blindada para isso".

Apesar da postura, a âncora do "Jornal Hoje" reforçou a importância de denunciar casos de racismo.

"Quando eu fui chamada para assumir o 'Jornal Hoje', eu sabia que reações poderiam ser negativas.Eu acho que nisso tudo tem que ter o respeito e também a lei. Aquele que tem atitude criminosa a gente aciona a lei e tá tudo certo", completou.

Instagram

Empoderamento negro