explore

As fotos desses filhotinhos de onça que nasceram no Paraná vão alegrar seu dia

oncas pintadas filhotes 0619 1400x800 1
Kiko Sierich/PTI | Alexandre Marchetti/Itaipu Binacional

Dois filhotes de onça-pintada nasceram em cativeiro do Refúgio Biológico Bela Vista de Itaipu e já têm uma responsabilidade grande pelo bem da espécie. O macho e a fêmea, que vieram ao mundo no início de junho, farão parte de um plano de repovoamento das onças-pintadas na natureza.

Além da importância para a fauna da bacia do Rio Paraná, a dupla deve virar atração principal do Refúgio de Itaipu, já que eles devem ficar por lá por pelo menos dois anos recebendo visita do público.

Desde já, é possível ver que eles são muito fofos!

Filhotes de onça-pintada em Itaipu

Os filhotes nasceram entre os dias 1º e 2 de junho, em cativeiro. Eles fazem parte de um programa de repovoamento da espécie na Bacia do Rio Paraná. Por essa razão, a ideia é que eles se tornem reprodutores que sejam "boas matrizes" para as outras gerações.

"Por enquanto, estamos nos dedicando à reprodução em cativeiro, para formação de um banco genético vivo que nos permita, depois, fazer a reinserção desses animais na natureza", informou o diretor de Coordenação de Itaipu, Luiz Felipe Carbonell, segundo o site do Refúgio.

Identidade das onças bebês

De acordo com o Refúgio, o macho pesa 3,640 kg e a fêmea, 3,280 kg. Assim que nasceram, eles receberam microchips para que os dados sobre eles sejam resguardados durante toda a vida. Eles também passarão por exames clínicos.

Aparição para o público e irmã mais velha

Os animais, que terão os nomes escolhidos pelo público, têm uma família toda dentro da Reserva: por lá moram a mãe, Nena, o pai, Valente, e a irmã mais velha, Cacau, que nasceu em 2016.

Aliás, o macho é pintado como o pai e a fêmea, quase pretinha, como a mãe. É com ela, e em ambiente protegido, que a dupla deve ficar durante o período de aleitamento.

Em três meses, possivelmente, eles serão liberados para áreas abertas e estarão à espera de visita do público por pelo menos dois anos, em que ainda são dependentes da progenitora. A partir daí, eles podem ser levados para outras instituições.

Cacau, a mais velha, em breve estará de mudança. Ela vai para a reserva de Itaipu no Paraguai para conhecer outro macho. A ideia é que seja evitada a reprodução entre indivíduos consanguíneos.

Onça-pintada: como vive

Segundo a instituição, a onça-pintada é um felino da família Feliade, carnívoro, e que pode chegar a ter mais de 2 metros de comprimento e pesar em média 150 kg. O bicho pode ter até 90 centímetros de altura.

A espécie vive às margens dos rios e em ambientes campestres desde o sul dos Estados Unidos até a Argentina.

A gestação da onça-pintada dura 100 dias e os bebês nascem cegos e vão passando a enxergar nas duas primeiras semanas de vida. É possível nascer até quatro bebês por gravidez.

Fotos das onças-pintadas bebês

onca pintada olho macho 0619 1400x800
Kiko Sierich/PTI
onca pintada macho itaipu 0619 1400x934
Alexandre Marchetti/Itaipu Binacional
onca pintada dupla itaipu 0619 1400x934
Alexandre Marchetti/Itaipu Binacional
onca pintada dupla itaipu boca 0619 1400x934
Alexandre Marchetti/Itaipu Binacional
onca pintada dupla itaipu 0619 1400x800
Kiko Sierich/PTI
onca pintada macho itaipu 0619 1400x800
Kiko Sierich/PTI
onca pintada filhote itaipu 0619 1400x933
Kiko Sierich/PTI
onca pintada macho itaipu cara 0619 1400x800
Kiko Sierich/PTI
onca pintada barriga itaipu 0619 1400x800
Kiko Sierich/PTI
onca macho leao itaipu 0619 1400x953
Kiko Sierich/PTI

Filhotes de animais