explore

"Nuvem de poeira Godzilla" se move do Saara em direção à América: entenda fenômeno

saara 1400x800 0620
Aleksandra Sova/Shutterstock

O ano de 2020 realmente não está para brincadeira. Se já não bastasse tudo que vem acontecendo desde o início do ano, só esta semana já tivemos a ocorrência de um terremoto no México e uma “nuvem de gafanhotos” na Argentina.

Agora, cientistas alertam para uma “nuvem de poeira Godzilla”, que se trata de uma massa de ar muito seca e com poeira do deserto do Saara que se move em direção às Américas. A transformação que ela faz nas paisagens é inacreditável.

O que é a nuvem de poeira

Por imagens de satélite é possível ver que essa massa de ar forma uma mancha opaca que encobre há dias parte do Oceano Atlântico. Em Porto Rico, já é possível notar a presença na “nuvem de poeira Godzilla”, como chamam alguns especialistas.

De acordo com reportagem da BBC, este é um fenômeno comum, que acontece todos os anos, mas que parece ter se intensificado em 2020.

A especialista Olga Mayol, do Instituto de Estudos de Ecossistemas Tropicais da Universidade de Porto Rico, afirmou que a atual nuvem é a mais densa dos últimos 50 anos.

Como o clima fica mais seco, algumas recomendações são feitas à população, como evitar a prática de atividades ao ar livre e uso de máscaras. Não é pra sair de casa mesmo.

Nos próximos dias, segundo previsão da Administração Nacional Oceânica e Atmosférica dos Estados Unidos, essa massa de ar seco deve alcançar áreas do norte da América do Sul, América Central e da Costa do Golfo dos Estados Unidos.

Aqui no Brasil, a região atingida costuma ser a do Amazonas. Apesar de não notarmos com o passar dos dias, de acordo com a organização norte-americana, a cada ano mais de cem milhões de toneladas de poeira do deserto do Saara sopram da África, e algumas partículas podem alcançar até o Rio Amazonas.

Efeitos na saúde e importância para o meio ambiente

Apesar de o tempo seco não ser o ideal para os humanos, podendo afetar a pele e a respiração, além de piorar problemas respiratórios, essa nuvem de poeira ajuda a regular a temperatura do planeta, como explica a reportagem da BBC.

Os minerais que vem junto da poeira ainda repõem nutrientes nos solos das zonas tropicais, e alguns químicos podem ser benéficos para a vida marinha. Além disso, o calor e o tempo seco somados a fortes ventos ajuda a enfraquecer a formação e intensificação de ciclones e furacões.

Meio ambiente