9 regras de segurança que podem salvar a vida do seu filho

filho unico felicidade 0619 1400x800
Evgeny Atamanenko/Shutterstock

Criar filhos é uma tarefa das mais difíceis, que exige toda atenção dos pais para que as crianças não se coloquem em risco. Para orientar os pequenos em situações de perigo no dia a dia, existem nove regrinhas que podem ajudar a mantê-los em segurança.

As perguntas a seguir vão ajudar a conscientizá-lo sobre os perigos a que está exposto, além de permitir que você identifique as regras de segurança que mais merecem atenção.

1. Você aceitaria um doce ou brinquedo de alguém que você não conhece?

Pode parecer óbvio que se trata de uma situação perigosa, mas a criança tende a achar que é inofensivo. Deixe claro que ela nunca deve aceitar doces, comida, brinquedos ou qualquer outro tipo de presente que um estranho queira dar.

Proteger a los hijos de la amenaza de extranos 2
BananaStock

2. Você acabou de conhecer alguém da sua idade. Você iria para a casa dele ou algum outro lugar se ele te convidasse?

É bom que seu pequenino conheça novos amigos no parquinho. No entanto, ao receber qualquer convite para ir a outro lugar fora do combinado com os pais, a resposta deve ser sempre não, mesmo quando é outra criança que convida.

10 cosas que vas a estranar cuando tu hijo crezca 9
shironosov/iStock/Thinkstock

3. Se um adulto estranho pede ajuda, você atende?

Ensine seu filho que ajudar os outros é uma ação louvável, mas no caso de um estranho na rua pedir ajuda, a resposta deve ser "não". Explique que quando uma pessoa realmente precisa de ajuda, ela procurará outros adultos que tenham mais condições de prestar auxílio.

4. O que você faz ao perceber que está sendo observado ou perseguido por alguém?

Se o seu filho está aprendendo a andar sozinho na rua, precisa saber que, quando se sentir perseguido e observado por alguém, deve ir até a loja de conveniência, salão de beleza, supermercado ou estabelecimento mais próximo. Lá, ele pode pedir ajuda ou ligar para os pais em segurança.

shutterstock 1437043088
New Africa / Shutterstock.com

5. Quando você está sozinho em casa e alguém bate na porta, pode deixar entrar?

Diga ao seu filho que ele não deve abrir a porta de casa para ninguém, em nenhuma circunstância. Não importa se a outra pessoa diz que é amiga dos pais: a porta não está aberta a estranhos, sem exceção. Além disso, é importante que a criança nunca forneça informações sobre se está sozinha ou não. Basta dizer que está ocupada e não pode abrir a porta.

6. O que fazer se um estranho agarra você e não quer soltá-lo?

O melhor que o seu filho pode fazer é chamar a atenção das pessoas. Gritar "fogo" sempre funciona. Se conseguir, também pode pegar uma pedra e jogá-la na janela ou no carro mais próximo. A compensação dos danos será sempre muito menor em comparação com o risco de alguém levar seu filho embora.

shutterstock 333235937
Syda Productions / Shutterstock.com

7. O que fazer se alguém ameaçar você ou sua família pela internet?

Em primeiro lugar, é importante que seu filho evite se envolver em conversas com estranhos na internet. No caso de qualquer pessoa ameaçar sua vida ou a de um parente por este meio, eles devem informá-lo imediatamente.

Para que haja essa confiança entre pais e filhos, é necessário fomentar um relacionamento em que a criança se sinta ouvida e deixe de lado o receio de contar suas preocupações. Assim, quando houver um problema, as primeiras pessoas a saber serão os pais.

8. O que fazer ao encontrar uma cobra ou animal desconhecido no jardim?

Ensine seu filho que é importante respeitar todos os animais. No entanto, ao se deparar com uma cobra, aranha, sapo ou outro animal que ele não conheça, ele deve se manter longe e informar aos pais imediatamente.

9. O que você faz se um estranho começar a falar com você?

É importante enfatizar ao seu filho o que "um estranho" significa. Mesmo que a pessoa pareça boa, deve-se sempre manter distância e, caso o adulto seja insistente em querer falar com ele, seu filho deve saber dizer "não" e comunicar imediatamente a situação.

Ensine que ele não deve dar informações pessoais a alguém que não conhece ou que o faz se sentir desconfortável. Explique que há pessoas que não têm boas intenções com as crianças. Por isso, quando alguém assim se aproxima, elas devem notificá-lo o quanto antes.

Segurança infantil

Matéria traduzida do original de VIX espanhol, do autor Raquel Ortiz.