mulher

Depois de entender isto você nunca mais vai se permitir gritar com seu filho

mae filha gritando 10181400x800
Nomad_Soul/Shutterstock

Educar bem os filhos para que eles se tornem pessoas honestas, confiantes e de boa índole exige doses extras de paciência. Repreender as crianças é necessário, mas a forma como isto é feito pode trazer consequências desastrosas no futuro.

Pais e mães são seres humanos, cheios de falhas e imperfeições. Muitas vezes, perdem a cabeça quando os pequenos fazem algo errado e acabam aos berros com a criança. Saiba que gritar atrapalha na educação e, também, gera reações nada agradáveis, que influenciam diretamente no crescimento dos filhos.

O que acontece com a criança quando você grita?

Andreia Friques, especialista em nutrição materno-infantil e empoderamento materno, fez um post em suas redes sociais alertando os pais sobre os perigos de gritar com os filhos.

Segundo ela, o cérebro dos pequenos sofre reações terríveis ao ouvir os pais esbravejarem: além do órgão receber sinais de perigo e insegurança, também registra recordações negativas, que se transformam em,estresse e ansiedade.

mae grita filho 1018 1400x800
InesBazdar/Shutterstock

Isso sem contar a sensação de medo, que dispara o coração dos pequenos e causa angústia. Para completar, elevar o tom de voz com as crianças pode inclusive comprometer o processo de aprendizagem.

“Provavelmente, a criança que é educada aos gritos crescerá para lidar com a vida dessa forma nada saudável - nem para si, nem para o outro que merece ser tratado com respeito”, diz Andreia nas redes sociais.

Como se controlar e não gritar com os filhos

A especialista ressalta que gritar não é a melhor maneira de repreender as crianças: só serve mesmo para os pais extravasarem a raiva e não ensina nada de bom para os pequenos.

Sempre que levantar o tom de voz com os filhos, pare, respire e reflita. A melhor maneira de educar as crianças é manter a calma e explicar o que é certo ou errado, o que deve ou não ser feito. Nada de perder a cabeça!

Educação dos filhos