mulher

3 momentos em que é melhor você NÃO elogiar seu filho: o que dizer no lugar?

crianca chorando manha birra 0218 1400x800
MIA Studio / Shutterstock

Os pais sabem que elogiar os filhos é uma forma de incentivá-los, celebrando ao lado deles cada pequena conquista. Se por um lado exaltar as qualidades da criança mostra satisfação, por outro, fazer elogios em excesso pode prejudicar o desenvolvimento dos pequenos.

Ao dizer “você é o mais inteligente” ou “a criança mais linda do mundo”, os pais nem sempre estão fazendo a coisa certa, levando os filhos a acreditar que eles são melhores que os outros.

Na infância, essa atitude pode causar birras e manhas quando os pequenos são contrariados; na vida adulta, eles terão que lidar com autoestima frágil e falta de maturidade emocional para encarar frustrações.

Como elogiar os filhos sem exagerar?

pai filho costas 0518 1400x800
XiXinXing/Shutterstock

Crianças que crescem em um ambiente onde só recebem elogios podem se tornar adultos arrogantes, narcisistas e com medo de fracassar. E esses comportamentos são reflexos do discurso vazio e cheio de rótulos dos pais, que não incentivam os filhos a aprenderem valores, princípios e boas condutas.

Veja 3 momentos é melhor não elogiar as crianças e sugestões do que dizer no lugar:

1 - Quando ele vai bem em uma prova: no caso de um teste de matemática, por exemplo, ao invés de dizer que o pequeno tem o dom de lidar com números ou é muito inteligente, valorize seu esforço e habilidade, com frases do tipo: “você estudou bastante, parabéns!” ou “a prova só estava fácil porque você se dedicou”.

2 - Quando ele está competindo com um coleguinha: se seu filho está chateado porque o amiguinho se saiu melhor em alguma situação, recebeu elogio do professor, foi escolhido primeiro na educação física ou algo parecido, não tente contornar a situação dizendo: "Mas você é mais inteligente/bonito/habilidoso do que ele", já que isso irá estimular a competitividade.

Mostre que você entende a frustração e explique que todos têm direito a serem reconhecidos por suas qualidades e conquistas e é importante ficar feliz pelos outros também.

menino irritado nervoso 0518 1400x800
pathdoc/Shutterstock

3 - Quando você precisa repreender ou cobrar: frases como “Você é tão fofo, então...”, que primeiro enaltecem a criança e depois cobram, também não ajudam na educação dos pequenos. “Você é querido, então não bata no seu irmão” ou “você é inteligente, então não mexa nessas coisas” trazem elogios que não são espontâneos e fazem com que as crianças sejam conduzidas a realizar o que os pais querem.

Nestes casos, converse com a criança e explique a consequência de seus atos: “Bater no seu irmão não vai resolver as coisas” ou “não mexa nisto porque você pode se machucar”.

Erros comuns na criação dos filhos