mulher

Menino que deixou bilhete a dono de carro arranhado nos lembrou o que é ser cidadão

benicio hoffmann bicicleta 0920 1400x800
Reprodução/RPC

Durante um passeio de bicicleta com o pai, o pequeno Benício Esmanhoto Hoffmann, de 7 anos, se desequilibrou e, acidentalmente, bateu em um carro que estava estacionado na rua. Preocupado com a mancha e o amassado no veículo, ele então escreveu um bilhete para o dono do carro em um ato que viralizou por lembrar a todos que a cidadania e o respeito moram nas menores atitudes.

Garoto deixa bilhete para dono de carro em que bateu e viraliza

Após bater com o guidão da bicicleta em um carro nas ruas de Curitiba (Paraná), Benício ficou desesperado. “Ele ficou bem incomodado, saiu dali falando: ‘Como é que eu vou fazer agora? Tem que pagar para arrumar o carro, vai custar caro’. Ele juntou um dinheirinho esses dias e falou: ‘Aquele dinheirinho que eu tenho já não vai dar’”, disse o pai do garoto, Marcel Hoffmann, à RPC (afiliada da Rede Globo no Paraná).

Vendo a aflição do filho, ele então sugeriu que o menino deixasse um bilhete para o dono do carro – algo que Marcelo Martins, proprietário do veículo, apreciou muito. Ao encontrar o recado do garoto (que explicou o que havia acontecido e disponibilizou o contato do pai), Marcelo ficou muito tocado e publicou uma foto no Twitter, afirmando que não tinha como se irritar com aquela criança:

Também à RPC, Marcelo afirmou que demorou para reparar no amassado. “Eu procurei de todos os lados, meu carro estava meio sujo, eu não reparei. Se não fosse o bilhete, eu nem tinha notado”, disse o homem, que, em outra postagem, mostrou a conversa que teve com o pai de Benício, onde afirmou não haver necessidade de pagar pelo conserto do veículo.

Para o proprietário do carro, a atitude de Benício foi surpreendente e tocante. “A gente espera que alguém que vá bater [no seu carro] saia correndo, né? Mas eu achei de uma doçura, de uma honestidade... A gente sabe que criança vem sem malícia nenhuma, mas na idade que ele tem, pensei que pudesse sair correndo”, disse ele sobre a atitude do garoto, que também alegrou o pai.

“Fiquei muito orgulhoso porque a gente tenta educar para isso, né? Nosso objetivo é que ele seja responsável pelas ações dele no futuro, a gente sabe que é uma criança, mas ele é que tem que se responsabilizar e aprender com os erros”, disse Marcel. Benício, por sua vez, acredita ter feito sua parte – mesmo que a reação inicial tenha sido de desespero, conforme contou ao portal de notícias “G1”.

benicio pai marcelo 0920 1400x800
Reprodução/RPC

“Pensei: ‘Vou parar de andar de bicicleta e pronto, acabou minha vida de ciclista’. Fiquei anos juntando um pouquinho [de dinheiro] e daí tudo isso ia ser despejado em uma coisinha só”, explicou o garoto, que já pediu desculpas e levou até um bolo ao dono do veículo. “Causar problema, deixar problema, não é bom”, concluiu ele, dando um verdadeiro exemplo de responsabilidade que foi bastante reconhecido na web.

Histórias inspiradoras