Miss Universo posa com misses negras dos EUA: "Mulheres como eu podem ser bonitas"

miss universo 2019 1219 1400x800
Paras Griffin / Correspondente/GettyImages

A Miss Universo 2019, Zozibini Tunzi, encontrou outras misses dos Estados Unidas por um motivo bem especial.

Assim como a sul-africana, a Miss Teen EUA 2019 e a Miss EUA de 2019 são negras, o que é um marco para a história dos concursos de beleza e para a quebra dos padrões estéticos.

Fala de Miss Universo sobre padrão de beleza

africa miss universo 1400x2101 1119
Divulgação/Miss Universo

Quando venceu o Miss Universo 2019, Zozibini já levantou a bandeira da importância de ser uma mulher negra a ser coroada no concurso de beleza por inspirar crianças negras a se verem como belas.

Ao se encontrar com outras misses que também são negras, Zozibini voltou a falar da importância da representatividade negra em concursos de beleza.

Em 2019, por exemplo, pela primeira vez na história, a Miss Teen EUA (Kaliegh Garris), a Miss EUA (Cheslie Kryst), a Miss America (Niaimani Franklin) e a Miss Universo são negras.

O fato rendeu um belíssimo encontro das misses Kaliegh, Cheslie e Zozibini durante evento realizado em Atlanta, nos Estados Unidos.

Instagram

Em conversa com a imprensa, na última segunda-feira (9), Zozibini analisou como o fato de mulheres negras estarem à frente de concursos de beleza é importante para que a visão do que é considerado belo passe a mudar.

“A sociedade foi programada por um longo período a nunca enxergar beleza em uma garota negra. Mas nós estamos caminhando, devagar, para um momento em que mulheres como eu podem finalmente encontrar um lugar na sociedade, podem saber que são bonitas”, disse à imprensa.

Padrão de beleza e racismo