Uber Comfort chega ao Brasil e gera polêmica: opção "viajar em silêncio" impede conversas

uber celular carro regulamentacao 0917 1400x800
Mlenny/iStock

A Uber anunciou que o Brasil receberá no fim de novembro a nova categoria “Comfort”, que já existe nos Estados Unidos desde agosto de 2019. A novidade causou polêmica por causa de uma opção inusitada: o usuário poderá optar se quer ou não conversar com o motorista ao longo da viagem.

Nova categoria de Uber causa polêmica

Com a chegada do “Comfort”, estima-se que os preços vão ficar entre 20 e 40% mais caros que o “UberX”, que oferece os menores custos atualmente em corridas corridas individuais.

A nova categoria tem carros mais novos e espaçosos, além de serem dirigidos por motoristas com notas mais altas. Não, chega, porém, a ser um “Uber Black”, que tem carros sedã e sempre com ar-condicionado ligado.

uber celular direcao
Prathan Chorruangsak/Shutterstock

O serviço que mais causou controvérsias, no entanto, foi a opção de não conversar com o motorista. No aplicativo, antes de o carro chegar, será possível escolher entre três alternativas: se prefere conversar, não conversar ou sem preferência.

uber comfort 1400x2947 0919
Divulgação/Uber

Também será possível escolher de antemão as preferências do ar-condicionado (temperatura amena, ambiente, frio ou aquecedor).

Essas novas configurações incomodaram bastante gente. No Twitter, vários usuários falaram em uma “desumanização” dos motoristas, já que eles não poderiam nem conversar durante o período de trabalho.

Outras pessoas gostaram bastante, afirmando que as conversas de Uber podem ser bem desagradáveis. Veja algumas reações:

Novidades sobre a Uber