De volta à TV, Mariana Weickert conta como projeto mudou sua vida: "Enriquece a alma"

mari weickert apresentadora 119 1400x800
Divulgação

Mariana Weickert estreou em agosto como repórter do "Domingo Espetacular", atração que vai ao ar semanalmente na Record, voltando à TV aberta, depois de oito anos comandando programas em canais por assinatura.

Em entrevista ao VIX, a famosa, que atuou durante muito tempo como apresentadora, contou que está muito satisfeita com a oportunidade e que o novo projeto contribui para que enxergue a vida de outra forma.

Mari Weickert fala sobre o "Domingo Espetacular"

Instagram

Desde que estreou na TV, Mari chegou a passar por uma experiência semelhante ao "Domingo Espetacular" no extinto "A Liga", programa da Band, onde ficou de 2013 a 2016, mostrando reportagens imersivas.

"É uma coisa que eu gosto de fazer", afirma a comunicadora, que estava afastada das telinhas desde o nascimento de sua primeira filha, Theresa, mas aceitou encarar o novo desafio de braços abertos.

Mari gosta de experimentar novas possibilidades e, apesar de não ser algo inédito em sua carreira, a experiência no "Domingo Espetacular" tem sido, nas palavras da famosa, engrandecedora.

mari weickert domingo espetacular 1119 1400x800
Reprodução/PlayPlus

"É muito engrandecedor ter contato com outra realidade, poder trocar com tanta gente incrível. Enriquece a alma e o coração", explica. "É aquela coisa de se colocar no lugar do outro".

Em contato com histórias diversas e inspiradoras, Mari costuma sair das reportagens bem emocionada, não consegue eleger uma favorita e confessa que o trabalho também a transformou: "Não consigo mensurar qual é a mais especial".

Instagram

"Nesse tipo de reportagem, a gente pratica e exercita mesmo a empatia. Quando a gente faz essas reportagens, a gente tenta se colocar no lugar do outro, então eu acho que abre um canal. Me deixou muito mais humana e mais cuidadosa".

Desde que assumiu o cargo de repórter, Mari chegou a acompanhar a rotina de mulheres que sobrevivem de reciclagem, viveu dias de gari e ainda acompanhou uma aula para detentos em Bauru: "São histórias sem comparações".

Mari Weickert: vida, carreira e maternidade