explore

Módulo de câmeras, tela secundária e mais: como é o celular "rei dos Androids"

mi 11 ultra 0321 1400x800
YouTube/ Xiaomi

A Xiaomi apresentou ao mundo sua linha Mi 11 de celulares e deu detalhes sobre os novos membros da família: os modelos Mi 11 Lite, Mi 11 Pro, Mi 11i e Mi 11 Ultra.

O grande destaque do evento oficial de apresentação foi, sem dúvidas, o Mi 11 Ultra. Afinal, o smartphone chegou a ser apelidado de “o rei dos Androids”, em referência ao sistema do Google.

Mi 11 Ultra: “o rei dos Androids”

Ao contrário dos demais modelos da linha Mi 11, que contam com diferenças pontuais entre si, o Xiaomi Mi 11 Ultra se destaca por especificações bem mais poderosas.

O smartphone possui um conjunto de lentes e sensores focado na produção de fotos e vídeos com qualidade profissional.

O Mi 11 Ultra possui em sua traseira um módulo próprio para abrigar suas três câmeras: uma com 50 megapixels com sensor de 1/1.12, outra de 48 MP com capacidade ultrawide, e uma terceira, que é uma teleobjetiva com até 120x de ampliação.

Além de saída de som estéreo, o modelo top de linha da Xiaomi ainda vem com uma tela secundária, que tem como objetivo exibir informações básicas, como hora, nível de bateria e notificações.

O smartphone Mi 11 Ultra tem processador Snapdragon 888 da Qualcomm, presente apenas em celulares premium, e bateria de 5.000 mAh, que pode ser completamente recarregada em menos de 40 minutos. Disponível nas cores preta e branca, o aparelho pesa 208 gramas.

Nas lojas oficiais da Xiaomi, o Mi 11 Ultra será comercializado com preços a partir de 1.199 euros (cerca de R$ 8.177 mil), segundo o blog da fabricante. O “rei dos Androids” ainda não tem previsão de preço e de chegada no Brasil.

Telefone celular