Atenção ao golpe que está roubando dados bancários, fotos e até contatos pelo celular

celular smartphone ligacao tela 1218 1400x800
Nemanja Zotovic/Shuttertstock

Foi identificado um novo golpe pelo celular para roubar dados de clientes de pelo menos três instituições bancárias no Brasil: Itaú, Santander e Banco do Brasil. A ameaça foi divulgada pelo pesquisador da Avast, empresa de softwares antivírus, Nikolaos Chrysaidos.

Segundo o especialista, o golpe começa com a criação de uma página falsa usando o visual dos bancos para tentar roubar dados pessoais e do telefone do usuário. Saiba como se proteger.

Golpe em celular coleta dados bancários

Quem tem smartphone e costuma usar aplicativos de banco deve ficar atento.

Foi descoberto um malware (software malicioso) que invade os celulares e usa a interface falsa de um banco para enganar o usuário e fazer com que ele compartilhe suas informações com os golpistas.

A contaminação do smartphone é possivelmente feita por aplicativos de lojas de terceiros (e não dos bancos, que fique claro) ou por links suspeitos que o usuário abre no celular.

Como é feito o golpe

Segundo Nikolaos, o Trojan (vírus Cavalo de Troia) mostra ao usuário uma interface falsa do seu banco, pedindo para que a pessoa faça o login. Na sequência acima, o especialista registrou algumas telas falsas que apareceram durante a investigação.

A partir do momento em que são dadas as informações iniciais, o malware coleta dados do celular, entre eles:

  • Fabricante do celular
  • Informações de hardware
  • Registro de chamadas
  • Mensagens de texto
  • Número de telefone
  • Fotos da câmera frontal e traseira
  • Lista de contatos
  • Localização GPS
  • Dados de áudio do microfone

A essa ameaça é dado o nome de WannaLocker, um "WannaCry para smartphones". WannaCry foi um ciberataque que aconteceu em 2017 e atingiu computadores no mundo inteiro, inclusive de órgãos públicos, coletando arquivos e dados.

celular smartphone mao 0118 1400x800
I AM NIKOM/Shutterstock

Como se proteger

  • A primeira atitude é conferir se o aplicativo bancário (também chamado de internet banking) que você está usando é a versão oficial e verificada.
  • Caso você tenha dúvidas, vá até uma agência bancária com seu celular e peça informações para funcionários identificados para que eles ajudem a baixar o aplicativo certo.
  • Se você estiver usando o aplicativo e aparecer uma mensagem ou informação estranha e repentina, tente dar um print na tela e se comunique com a equipe de atendimento ao cliente do seu banco para confirmar a veracidade dos dados.
  • Use a autenticação de dois fatores sempre que estiver disponível e instale os procedimentos de segurança indicados pelo banco.
  • Caso seja necessário, tenha antivírus instalado para detectar e bloquear vírus.

Proteção a ataques, hackers e mais