Ludmilla relata sua 1ª vez e diz como papos com a mãe foram valiosos para sua segurança

ludmilla evento contracepcao gravidez 2 0919 1400x800
Leo Franco/AgNews

Vida sexual e contracepção são temas considerados tabu por muita gente e, desta forma, falar sobre eles abertamente em família não é tão comum quanto deveria ser. Recentemente, a cantora Ludmilla provou a importância de fazê-lo ao revelar como a intimidade entre ela e a mãe nesse sentido foi algo positivo a longo prazo.

Ludmilla relembra 1ª vez e papo de sexo com a mãe

Em um bate-papo com a imprensa promovido pela farmacêutica Bayer, a cantora relembrou o início da vida sexual, afirmando que sempre teve abertura para discutir esse tipo de coisa com a mãe. “Eu sempre tive conversa, minha mãe sempre conversou comigo sobre todos os assuntos; desde ir para a balada e não deixar o copo em cima da mesa até usar preservativo e tudo mais”, disse.

ludmilla evento contracepcao gravidez 0919 1400x800
Leo Franco/AgNews

Conforme contou, logo que começou a namorar pela primeira vez, Ludmilla foi orientada pela mãe sobre certos cuidados. “Ela falou: ‘Quando você fizer [sexo] pela primeira vez, tem que me avisar porque a gente tem que ir no ginecologista e, quando você for fazer, tem que usar camisinha’”, disse ela, ressaltando que esses conselhos permaneceram com ela durante sua primeira vez.

“Quando acabei [de transar], na mesma hora já liguei para a minha mãe e falei: ‘Preciso te contar uma coisa’. Ela [disse]: ‘Ih, já até sei’”, contou, rindo e afirmando que, mesmo com toda a abertura, ficou “travada” na hora de falar. “Mandei meu namorado falar. Ele contou tudo e ela falou: ‘Ai que bonitinho vocês!’”, relembrou a cantora.

Logo, ela também teve a primeira consulta com o ginecologista, em que foi orientada a começar a tomar a pílula anticoncepcional. Mais recentemente, a cantora decidiu colocar o DIU (dispositivo intrauterino) e é bem resolvida com estes assuntos - história que, em seu grupo de amigas na época, foi bastante incomum.

Segundo Ludmilla, algumas de suas amigas mais próximas não tinham abertura para falar sobre o assunto em casa nem foram ao médico no início da vida sexual e, para ela, esse conjunto foi justamente o que faltou para que elas evitassem as gestações não planejadas que aconteceram. “Uma sonhava em ser pediatra, a outra sonhava em ter um salão de cabeleireiro… Tudo se perdeu [por conta da gravidez indesejada]”, comentou.

Ludmilla: amor, lições e mais