Bruna Marquezine confirma que já usou o “Tinder dos famosos”: como funciona o app?

bruna marquezine 0719 1400x800
JC PEREIRA/AgNews

Recentemente, a atriz Bruna Marquezine estampou veículos estrangeiros ao ser flagrada por fotógrafos em Los Angeles (Estados Unidos) com Younes Bendjima, ex-namorado de Kourtney Kardashian - e, após o encontro, boatos começaram a circular afirmando que os dois não haviam se conhecido por acaso, e sim utilizando um aplicativo de relacionamentos “para milionários”.

Posteriormente, Bruna usou seu Instagram para confirmar que já usou o app em questão - chamado Raya -, mas que nunca chegou a sair com pessoas que conheceu por intermédio dele e que desativou sua conta há muito tempo. Os boatos, porém, trouxeram à tona essa rede social, que realmente já foi usado por várias celebridades e teria mais de 100 mil pessoas em sua lista de espera.

Content temporarily unavailable: https://www.instagram.com/p/B0BbVeWBGzd/

Raya é o “Tinder dos famosos”

De acordo com o site do aplicativo, o Raya é mais que um simples app de relacionamentos. Segundo a companhia, a ideia é a de que as pessoas se sintam parte de uma comunidade que compartilha dos mesmos interesses - tudo após preencher um formulário, entrar em uma longa lista de espera e, se aceito, passar a pagar uma mensalidade de US$ 7,99 (cerca de R$ 30).

Conforme explica a rede social, o processo de admissão é baseado em algoritmos e um comitê formado por membros anônimos do app, e ele pode durar de dias até meses para se completar. Usando a ferramenta Stories, Bruna explicou que, para entrar, é preciso ter um convite. “Você é convidado por um amigo e eles analisam seu Instagram; se gostarem, você pode entrar”, disse.

aplicativo namoro relacionamento celular 0719 1400x800
Tero Vesalainen/Shutterstock

Quanto ao boato de que é preciso confirmar ter o equivalente a US$ 1 milhão na conta bancária para ser aceito, Bruna afirmou que não encontrou essa condição, e Raya se mostra contra julgamentos que têm como base a condição financeira do usuário.

No site, eles afirmam que os usuários não devem "fazer demonstrações excessivas de riqueza" pois "a quantidade de dinheiro que alguém tem não é algo que está em pauta no Raya".

Apesar de parecer simples, o jornal “The New York Times” apurou que o número de pessoas na lista de espera do app passa de 100 mil e apenas 8% dos pedidos de admissão são aceitos - algo que torna mais difícil ser parte do Raya do que entrar na faculdade de administração da conceituadíssima Universidade de Harvard.

anitta luciana gimenez 0719 1400x800 0
Thiago Duran / AgNews | Thiago Duran/AgNews

Por ser bastante rígido, o processo de análise torna a rede social bastante seleta, e há boatos de que celebridades como Cara Delevigne, Diplo, Joe Jonas, Demi Lovato, Luciana Gimenez, Anitta e Thaila Ayala já estiveram entre os usuários.

Segundo informações do site “Techtudo”, o time do aplicativo analisa fatores como “grau de beleza” de quem quer usar o aplicativo, além do número de seguidores no Instagram e quantidade de amigos já usuários do Raya.

Uma vez no app, o usuário deve seguir algumas regras básicas. Não é permitido, por exemplo, fazer prints de perfis nem revelar informações sobre outros membros da comunidade - condutas que são repreendidas com expulsão.

Famosos e os relacionamentos