Quem ama malha melhor, diz especialista (pode agradecer ao mozão)

exercicios fisicos academia 0918 1400x800
nd3000/Shutterstock

Ter motivação é algo essencial para praticar exercícios físicos de maneira regular – e esse é justamente o ponto que faz tanta gente desistir da academia. Apesar de estudos apontarem que estar em um relacionamento contribui para o ganho de peso, especialistas afirmam que se apaixonar pode ser justamente o que faltava para aumentar o empenho nos treinos.

De acordo com Leanne Edermaniger, especialista em saúde da Freeletics – plataforma para praticar exercícios físicos em casa –, o amor pode influenciar o corpo de forma positiva quando o assunto é manter uma frequência na academia, e isso acontece a partir de reações tanto psicológicas e emocionais quanto fisiológicas que ele gera no organismo.

casal apaixonado apaixonada paixao relacionamento 0619 1400x800
InesBazdar / Shutterstock

Amar ajuda a manter foco nos exercícios: por quê?

Motivação

Segundo Leanne, ter uma motivação para se exercitar é algo essencial na prática de atividades físicas, e ela está frequentemente ligada à imagem. Embora esse hábito contribua positivamente com a saúde, ele também é uma forma de sentir-se bem com o próprio corpo – e, muitas vezes, essa vontade é desencadeada por um relacionamento.

“Mesmo que não seja sempre isso, conhecer alguém novo ou começar um novo relacionamento é frequentemente uma razão para as pessoas começarem a se exercitar”, afirma a especialista.

mulher espelho autoestima feliz 0619 1400x800
kudla/Shutterstock

Ação hormonal

Conforme explica a especialista, há um hormônio ligado à paixão que é capaz de dar uma força e tanto nos treinos: a adrenalina. De acordo com Leanne, este é um hormônio que prepara o corpo para situações de perigo e, quando há sua liberação, o organismo manifesta reações como aumento da frequência cardíaca e da pressão sanguínea, sudorese e expansão das vias aéreas.

Isso, por sua vez, contribui para o desempenho da pessoa em atividades físicas. “A adrenalina é útil na preparação para uma corrida ou competição esportiva, pois aumenta a frequência cardíaca. À medida que o coração bate mais rápido, o rendimento cardíaco também aumenta, o que permite que mais oxigênio seja entregue aos músculos e que o corpo reaja de forma mais eficaz às demandas”, diz.

Além de a adrenalina aparecer durante situações perigosas ou radicais, apaixonar-se também aumenta sua produção. “Um dos compostos químicos liberados [com a paixão] é a adrenalina, que, junto da noradenalina, causa o aumento da frequência cardíaca, inquietação e as preocupações que geralmente surgem em novos romances”, explica a especialista.

musculacao academia exercicio 0519 1400x800
Lucky Business/Shutterstock

Caminho inverso

Essas reações, porém, também ocorrem no “sentido” oposto. De acordo com a especialista, a testosterona é outro hormônio que influencia tanto na resistência e força muscular quanto na sexualidade – e sua concentração pode aumentar a partir da prática de exercícios físicos. “Depois de um treino de resistência pesado, os níveis de testosterona aumentam tanto nos homens quanto nas mulheres”, explica.

Um aumento na concentração de testosterona no corpo, por sua vez, pode ser benéfico para a relação, já que, entre seus efeitos, está o aumento da libido. Da mesma forma, estudos apontam que a atividade sexual também gera alterações nos níveis de testosterona do organismo – o que também é positivo para a rotina de exercícios físicos.

que quieren las mujeres en el sexo oral
VGstockstudio/shutterstock

Mais sobre amor e exercícios físicos