pop

História de Daniella Perez vai virar série documental: Glória estará à frente do projeto

gloria perez 1216 1400x800 2
Globo/Zé Paulo Cardeal

Quase 30 anos depois do assassinato de Daniella Perez, a HBO Max fará uma série documental sobre a história que chocou o Brasil através do olhar de sua mãe, a autora Glória Perez.

O caso foi importante para a alteração da legislação brasileira, fazendo com que homicídios qualificados fossem considerados como crimes hediondos. Confira os detalhes!

Documentário sobre assassinato de Daniella Perez

Em 1992, a atriz Daniella Perez foi brutalmente assassinada pelo também ator Guilherme de Pádua e a sua esposa, Paula Thomaz. Colega de elenco da filha de Glória Perez em "De Corpo e Alma", o criminoso desejava ter uma participação maior na novela e acreditava que se aproximar da filha da autora era o caminho certo.

No entanto, a Daniella começou a se afastar de Guilherme e, coincidentemente, ele teve o seu papel diminuído. Acreditando que estavam armando contra ele, o ator planejou o crime com sua esposa e matou a jovem de 22 anos com 18 punhaladas no coração e no pescoço.

Ambos foram presos e condenados a 19 anos de prisão. No entanto, por terem apresentado um bom comportamento, tiveram suas penas reduzidas e cumpriram apenas 7 anos, sendo liberados em 1999.

Depois de quase 30 anos, esta história chocante se tornará uma série documental produzida pela WarnerMedia e lançada pelo HBO Max. Em cinco episódios, ela contará os acontecimentos através da visão de Glória Perez, além de amigos e familiares da vítima.

Com roteiro de Tatiana Issa e Guto Barra, a produção mostrará como a autora de novelas foi fundamental para a resolução do caso, que contribuiu para o endurecimento da pena de crimes como este, já que passaram a ser considerados hediondos.

Produções sobre crimes