pop

"Sob Pressão: Plantão Covid" saiu do papel em 4 meses para trazer esperança: entenda

evandro sob pressao plantao covid 1400z800 0920
Globo/ João Faissal

A luta contra a COVID-19 ainda não acabou, mas não podemos deixar de ter esperança. É com esse objetivo que "Sob Pressão: Plantão Covid", especial da série da Globo, saiu do papel em apenas 4 meses.

Ambientada em um hospital de campanha, a produção é uma homenagem a todos os profissionais de saúde envolvidos no combate ao novo coronavírus e procurou se manter fiel à realidade da pandemia no Brasil.

"Sob Pressão: Plantão Covid" traz mensagem positiva

sob pressao plantao covid medicos 0920 1400x800
João Faissal/Globo

"Esse vírus pode tirar tudo da gente, mas não vai tirar nossa esperança", é com essa frase que Julio Andrade, intérprete do Dr. Evandro, resume os episódios especiais de "Sob Pressão", que irão ao ar nos dias 6 e 13 de outubro na Globo.

A série foi planejada durante a quarentena e demorou apenas 4 meses para ganhar vida. Retrato fiel da pandemia dentro de um hospital de campanha, "Sob Pressão: Plantão Covid" chega para mostrar o lado humano por trás da doença.

"O lado humano, do dia a dia, do tratamento dessa doença que a gente está conhecendo, é o que a gente quis abordar. Foram 4 meses desde a ideia, à confecção dos roteiros, até entregar a série", contou Andrucha Waddington, diretor artístico, em coletiva para a imprensa.

carolina sob pressao plantao covid 1400x800 0920
Globo/ João Faissal

Entre as mudanças que a pandemia trouxe, até mesmo na rotina dos hospitais, está o fato de que o paciente não pode ter contato com familiares, o que torna o médico mais do que um profissional, um mediador.

Por isso, Márcio Maranhão, médico que prestou consultoria para a equipe, avalia "Sob Pressão: Plantão Covid" como uma forma de trazer mais esperança: "O dia a dia desses profissionais, além da esperança que eles trazem, é a grande mensagem".

Todas as histórias que serão abordadas no especial foram baseadas em fatos reais. Ainda que "Sob Pressão" traga à tona sentimentos de medo, impotência, incerteza e até a morte, a esperança será a mensagem final.

sob pressao plantao covid decio 0920 1400x800
João Faissal/Globo

No total, foram 21 dias de gravações, com protocolos rígidos se segurança. "Foi exaustivo, mas foi muito gratificante. É algo que vai fazer a sociedade pensar. Vamos trazer uma reflexão sobre a pandemia e sobre o que estamos passando", afirma Andrucha.

A série não vai abordar tratamentos, cura ou vacina, focando no lado mais humano da doença. "Enquanto algo não for aprovado pelas autoridades de saúde, não podemos ser negligentes", explicou Lucas Paraizo, autor do especial.

Além de precisar ficar atento a todas as medidas de prevenção, o elenco de "Sob Pressão" viveu momentos de tensão por estar gravando uma série sobre a pandemia que ainda não acabou e que continua tirando vidas.

sob pressao plantao covid marisa rosa 0920 1400x800
João Faissal/Globo

"Se o mundo acabar daqui a pouco, vai ter um registro de 'Sob Pressão' de como a humanidade passou esse período. Um retrato muito real", contou Drica Moraes. A série também acaba escancarando problemas de saúde pública, manutenção de hospitais e salários para médicos.

O autor acredita ainda que a estreia pode contribuir para gerar um novo olhar na sociedade. "O que a gente quer trazer nesse especial é a emoção para a transformação. Para que a gente possa parar de olhar para as coisas como eu ou você. Para que a gente possa olhar como nós. Cuidar de si é cuidar do outro", concluiu.

"Sob Pressão: Plantão Covid"