pop

Episódio de "Grey's Anatomy" dá exemplo de como falar sobre abuso com crianças

greys anatomy meredith hijos zola bailey
ABC Studios/Difusión

Dizer que um episódio de “Grey's Anatomy” é o melhor de toda a série pode ser uma afirmação ousada. A produção, com mais 340 capítulos, quebrou o recorde de maior programa de drama da história da TV.

Mesmo assim, o público definiu: o episódio favorito de todos chegou 14 anos após sua estreia e os aplausos conquistados vêm, em grande parte, pela poderosa mensagem que transmitiu. (A propósito, este artigo não contém spoilers.)

greys chandra wilson 2
ABC Studios

"Silent All These Years"¸ o episódio 19 da temporada 15 de “Grey's Anatomy”, conseguiu no IMDb uma pontuação de 9,7, o que o torna o melhor classificado do programa até então.

No episódio, o paciente foi o que mais recebeu tempo na tela e conta a história de Abby, uma mulher que chega ao hospital com um corte profundo no rosto e insistindo para que fosse tratada rapidamente, já que precisaria voltar para casa o mais rápido possível.

A Dra. Jo logo percebe que ela está escondendo algo e, ao ganhar a confiança de Abby, a paciente revela as enormes feridas que apresenta em todo o corpo. Ela havia sido estuprada naquela noite.

greys anatomy silent all these years abby jo
ABC/Difusión

A violência sexual não é um tema novo para a televisão, mas, geralmente, ele não costuma ser abordado de maneira tão completa e humana quanto foi em “Grey’s”. Especialmente por causa da insistência em mostrar a Abby que ela não era culpada pelo que aconteceu com ela.

A paciente não quer que os médicos coletem evidências do estupro porque está convencida de que seu caso será ignorado na delegacia de polícia. Afinal, segundo ela, ninguém acreditará que ela é inocente, pois tudo aconteceu à noite, em um bar, depois de ela ter bebido e estar vestindo uma saia curta.

8 trucos para lograr un abdomen plano 7
Marko Marcello/iStock/thinkstock

Jo decide compartilhar seu histórico de abuso com a paciente e, depois de ouvi-la, Abby concorda com a coleta de provas, caso um dia decida denunciar o caso. Sem cair na morbidade, a série mostrou como esse processo é realizado: desde a coleta de amostras orais e vaginais até a fotografia das feridas e o corte das unhas, caso haja células do agressor.

Um detalhe extremamente importante é que o Dr. Altman perguntou antes de todas as etapas do protocolo se ela tinha certeza de que queria continuar. Isso é relevante, porque nem todas as vítimas de estupro sabem que os médicos são obrigados a parar se o paciente se sentir desconfortável.

paciente hospital 0319 1400x800 0
Tyler Olson/Shutterstock

A história de Jo não apenas convenceu Abby a denunciar o crime, mas também a fez reconhecer que uma violação nunca é culpa da vítima. O fato de ela estar vulnerável (ela havia acabado de brigar com o marido e queria se divertir em um bar) não justifica a agressão. Esse fato é válido na tela e na vida real.

Além da história chocante de Abby, os escritores da série mostraram uma maneira brilhante e simples de terminar o capítulo. Miranda e Ben descobrem que seu filho Tuck já tem idade para namorar garotas de sua idade, então Ben decide conversar com ele sobre relacionamentos.

mujer violencia alto mano 0
271 EAK MOTO/Shutterstock.com

O foco da conversa deles foi dizer a Tuck que a felicidade de sua namorada é tão importante quanto a dele e que, se um dia ela não se sentir confortável com algo e pedir para que ele pare, ele não deve insistir.

Com esta cena, não é apenas reafirmado que as mulheres não são responsáveis ​​pela violência contra elas. Também muda o discurso tóxico de dizer às mulheres que elas "precisam aprender a se cuidar", propondo que, na verdade, os homens devem ser ensinados de que o consentimento é sempre necessário.

Curiosidades sobre "Grey's Anatomy"

Matéria traduzida do original de VIX espanhol, do autor Lilian Pérez.