Vimos "Samantha!" e indicamos as 4 melhores coisas da série brasileira da Netflix

samantha netflix 0718 1400x800
Fabio Braga/Netflix

Depois da tensão de “3%” e “O Mecanismo”, a produção brasileira se arrisca em um novo caminho na Netflix e “Samantha!” é a primeira comédia nacional no streaming. Estrelada por Emanuelle Araújo, a série se inspira muito na história da televisão e mídia brasileiras para narrar uma aventura que é tão absurda, quanto real.

Assim que a história começa a ser contada é impossível não se lembrar de Simony, do Balão Mágico, até mesmo pelo nome da protagonista: Samantha é uma ex-estrela mirim dos anos 80, líder da Turminha Plimplom, que cresceu e foi esquecida pela mídia. Nesse meio tempo, ela se casou com um presidiário, teve dois filhos e, agora, faz de tudo para voltar a ser famosa.

Crítica de "Samantha!"

samantha netflix 0618 1400x800
Netflix

A loucura dos anos 80 na TV brasileira

Como “Stranger Things” e tantas outras produções já provaram e comprovaram, os anos 80 são uma mina de ouro para o entretenimento: fisgando boa parte da audiência pela nostalgia, tudo o que estava na moda na época se conecta fortemente não só com quem a viveu, mas também com quem aprendeu a adorá-la pela televisão mesmo.

Em “Samantha!”, esta volta ao passado tem tudo para conquistar o público nacional com uma enxurrada de referências ´`a cultura pop que marcou a televisão nas últimas décadas: os programas de auditório “para família”, shows de talentos, realities, as propagandas totalmente questionáveis, entre outros elementos fáceis de se recordar.

samantha netflix 0618 1400x800 2
Netflix

O que é ser famoso hoje em dia?

“A Samantha não é louca, ela não simplesmente acha que era famosa, ela sabe que foi criança mais amada do Brasil”, comentou o criador da série, Felipe Braga, em evento organizado pela Netflix. Assim, tendo um histórico de avalanches de cartinhas de fãs em seu antigo programa de TV, a protagonista se depara com a fama instantânea e “fácil” da internet.

Para a protagonista, fama significa ter fãs que se esforçam a ponto de enviar uma carta pelo correio e não só curtir uma foto em rede social – assim, aos quase 40 anos e muitos trancos, ela se depara com as dificuldades de voltar a ser relevante e competir com as estrelas on-line, o que, claro, gera situações típicas do conflito de gerações.

samantha netflix 0418 1400x800
Netflix

Ótimos personagens coadjuvantes

Neste contexto, a “fama moderna” é representada pela figura de Laila (Lorena Comparato), uma influenciadora digital que se envolve com o ex-marido de Samantha e assim, vai parar dentro da casa deles. “A princípio, ela faria só uma participação pequena em um episódio, mas acabou entrando na história”, revelou Lorena que, aliás é irmã de Bianca Comparato, estrela de “3%”.

Não à toa, extremamente carismática, a personagem faz parte de um time de coadjuvantes indispensável para a dinâmica da história. Além dela, se destaca também o sanguinário agente de Samantha, Marcinho, interpretado por Daniel Furlan (“Choque de Cultura”). “Ele não se deixa frear por qualquer coisinha, tipo escrúpulos”, comentou o ator.

Rodrigo Pandolfo (“Minha Mãe é Uma Peça”) também está no elenco da série, como a criança que cresceu traumatizada pela carreira artística precoce. Por fim, Ary França (“Chocolate Com Pimenta”) interpreta o mascote Cigarrinho, reunindo tudo o que havia de politicamente incorreto na televisão.

samantha netflix lorena 0718 1400x800
Fabio Braga/Netflix

Samantha e Dodói: o símbolo do casal famoso

Ao lado de Emanuelle Araújo, Douglas Silva (“Cidade de Deus”) estrela a série como Dodói, ex-jogador de futebol famoso que passou 14 anos preso e, agora, em liberdade quer reconquistar o amor de Samantha e dos dois filhos do casal.

Famoso pelo papel de Dadinho, no aclamado “Cidade de Deus”, Douglas contou que dar vida a Dodói foi um desafio. “Nunca tinha feito um papel de comédia com essa profundidade. Dodói representa esse tipo famoso também, do jogador que deu uma exagerada na farra”, contou o ator.

“A Samantha quer conquistar o mundo e o Dodói, a casa”, pontuou Douglas. Assim, a relação fofa e desajustada dos dois também rende momentos hilários que tornam os dois o estereótipo do casal “estrela” de antigamente, em que as vidas pública e privada são bem diferentes.

Primeiro passo com mais acertos do que erros

“Samantha!” foi um excelente primeiro passo brasileiro em séries de comédia no "padrão Netflix", embora pareça trazer da televisão alguns “vícios”, como os diálogos muito escritos – as crianças, por exemplo, têm dificuldade de tornar naturais conversas que parecem texto de novela.

Além disso, a cadência das cenas lembra também o ritmo a que estamos acostumados na tv, em que a história demora um pouco para se desenvolver. Isso torna os episódios iniciais mais demorados e a trama demora um pouco para engatar. Mas vale apena: com apenas 7 curtos episódios, “Samantha!” ainda termina com um gancho poderoso para uma segunda temporada.

A primeira temporada de "Samantha!" estreia em 6 de julho no catálogo mundial da Netflix.

Séries Originais Netflix