pop

Projeto secreto dos EUA durante a Guerra Fria inspirou "Stranger Things"

will stranger things 2 1117 1400x800
Netflix

Teorias da conspiração existem aos montes, especialmente nos Estados Unidos, com hipóteses de histórias surreais que são escondidas pelos interesses do governo norte-americano. De OVNIs à tragédia de 11 de setembro, há diversas teorias que especulam sobre o que o governo conhece e faz questão de esconder do resto da humanidade.

Inspiração para "Stranger Things"

Acontece que o roteiro de “Stranger Things” também poderia ter sido inspirado por uma dessas teorias da conspiração, já que a história é muito parecida com um suposto experimento do governo americano chamado The Montauk Project.

O projeto consistiria em uma série de testes realizados no Camp Hero ou na Estação da Força Aérea de Montauk em Montauk, em Long Island, de acordo com um relatório da BusinessInsider.

As histórias sobre esses experimentos circularam em meios alternativos desde a década de 1980, e dizem que se concentravam em técnicas psicológicas de guerra e "habilidades", como viagens no tempo, teletransporte e controle mental.

A relação com o conteúdo de “Stranger Things” acontece porque, originalmente, a série se chamaria “Montauk”, quando a Netflix divulgou sua ideia, em abril de 2015.

No texto, a essência da série foi explicada, o que não mudou em nada quando “Stranger Things” estreou, mas o nome Montauk nunca mais foi mencionado.

Qual objetivo do Projeto Montauk?

Os rumores sobre o Projeto Montauk surgiram com o livro de Preston Nichols, que afirma ter memórias de estar envolvido em um experimento conhecido como "Cadeira Montauk", que supostamente amplificava os poderes psíquicos.

Em seu livro, chamado “The Montauk Project: Experiments in Time”, Nichols diz que o governo estava tentando modificar o poder dos campos eletromagnéticos para criar novas formas de armas psicológicas.

stranger things eleven 1017 1400x800 2
Youtube via Netflix Brasil

O processo de teste consistiu em sequestrar civis inocentes e expô-los a quantidades extremas de radiação. O processo supostamente deu poderes especiais para testar assuntos, como a telequinesia e a capacidade de gerar coisas do nada usando apenas suas mentes.

No entanto, os paralelos com “Stranger Things” vão ainda mais longe. De acordo com Nichols, o projeto também envolveu experiências com viagens no tempo e a criação de portais interdimensionais. Um capítulo do livro detalha a criação de um "túnel do tempo" que acidentalmente fez contato com uma criatura alienígena que escapou e aterrorizou a base secreta.

Apesar da grande semelhança entre a série e essa teoria, os criadores de “Stranger Things”, Matt e Ross Duffer, foram evasivos ao aceitar a conexão entre o Projeto Montauk (ou qualquer outro suposto experimento secreto do governo) e a série.

Além das experiências de Montauk, "Stranger Things" poderia ter sido inspirada por outro projeto supostamente real, chamado Projeto MK-ULTRA, da CIA, que era um programa que realizava pesquisas científicas ilegais sobre humanos. Conforme relatado pela revista Time, durante a Guerra Fria, a CIA realizou experiências sobre pessoas que usam drogas, como o LSD, e alguns dizem que o programa teve como objetivo estudar o controle com a mente.

Outras teorias sobre séries