mulher

Tempo de isolamento para quem pegou Covid diminui para 7 dias ou até 5 em alguns casos: entenda

virus coronavirus covid 19 amarillo
joshimerbin via Shutterstock

Em meio a mais um aumento do número de casos de COVID-19 no Brasil, o Ministério da Saúde anunciou na última segunda-feira (10) novas recomendações de isolamento para infectados. Levando em consideração a quantidade grande de pessoas assintomáticas ou com sintomas leves, o tempo recomendado de quarentena dos doentes passou de dez dias para sete (e até cinco dependendo do quadro) – mas, antes de suspender o isolamento, há um protocolo a ser seguido.

Isolamento durante a COVID-19: ministério divulga novas diretrizes

Nos últimos dias, após semanas de uma escalada nas notificações de novos casos de COVID-19 no Brasil, o Ministério da Saúde anunciou novas diretrizes para o isolamento social de pessoas diagnosticadas com o vírus. Antes estabelecido em dez dias, o número de dias pelos quais o infectado deve permanecer em quarentena foi reduzido para sete – e, dependendo do quadro, até cinco.

mulher termometro febre 0419 1400x800
Olena Yakobchuk/Shutterstock

Em um comunicado, o ministério afirmou que, no sétimo dia após o diagnóstico ou início dos sintomas, o indivíduo pode fazer um novo teste. Se o resultado for negativo e não houver nem sintomas respiratórios nem febre nas 24 horas pré-testagem (sem o uso de antitérmicos), está liberado o fim da quarentena. Para quem ainda apresenta sintomas no sétimo dia, mas testou negativo para a doença, a indicação é aguardar os sintomas desaparecerem por ao menos 24 horas antes de deixar o isolamento.

Caso o indivíduo faça um teste antecipadamente no quinto dia após o diagnóstico ou início dos sintomas e o resultado for negativo, a indicação é a mesma; segundo o ministério, quem não apresentou febre ou sintomas respiratórios nas últimas 24 horas antes da testagem pode deixar o isolamento social. Já se o resultado ainda for positivo no quinto ou no sétimo dia, o indicado é esperar até o décimo dia (e deixar a quarentena apenas se, neste dia, estiver há 24 horas sem sintomas).

teste covid pcr 0122 1400x800
Prostock-Studio/iStock

Para quem testou positivo para a COVID-19 e não fez uma nova testagem durante os dez dias desde o início dos sintomas ou do diagnóstico, a orientação é a de deixar o isolamento sem a necessidade de refazer o teste, mas só sob a condição de não ter vivenciado sintomas nas 24 horas finais do período. Já no caso de pessoas que não fizeram teste algum, mas apresentaram sintomas, a indicação é de isolamento por dez dias desde o início destes e fim da quarentena sob as mesmas condições citadas anteriormente.

É importante frisar que, em qualquer uma das situações, o fim do isolamento após a COVID-19 não significa o abandono de medidas de prevenção. Após se curar da doença e deixar de transmiti-la, o uso de máscaras em locais públicos continua sendo indicado, bem como o distanciamento social, a higiene pessoal reforçada e um cuidado maior com pessoas que têm o sistema imunológico comprometido.

mascara cirurgica protecao 0521 1400x800
Rattankun Thongbun/istock

Além disso, em meio à quantidade sempre grande de pessoas que apresentam sintomas, mas demoram a obter um resultado positivo nos testes de COVID-19, é necessário lembrar que os exames de detecção da doença costumam ser mais eficazes alguns dias após o surgimento do quadro. Sendo assim, é indicado que indivíduos com sintomas relacionados à doença não tenham contato com outras pessoas por um período mesmo após testagens negativas feitas nos primeiros dias.

COVID-19