mulher

Modelo gorda revela anorexia e promove informação na web: "Não sabia que era possível"

Modelo gorda e ativista da positividade corporal, Tess Holliday, de 35 anos, revelou recentemente para seus seguidores que, apesar de ser considerada acima do peso, sofre de anorexia.

“Sou anoréxica e em recuperação. Não tenho mais vergonha de dizer isso em voz alta. Sou o resultado de uma cultura que celebra a magreza e iguala isso ao valor, mas agora posso escrever minha própria narrativa. Eu finalmente sou capaz de cuidar de um corpo que castiguei minha vida inteira e estou finalmente livre”, escreveu Tess.

O relato sincero da modelo foi recebido com admiração e apoio no Twitter, com comentários agradecendo seu posicionamento.

“Obrigada por ser corajosa o suficiente para compartilhar sua experiência”, “Fico feliz por seu relato e por sua recuperação” e “Continue em paz em sua jornada” foram algumas das palavras de apoio de seus fãs.

Mas um comentário em particular fez com que a modelo promovesse uma informação importante sobre a anorexia.

“Lembro-me de sempre pensar que não poderia ser anoréxica porque ainda era gorda. Obrigado por falar a sua verdade. Você é incrível”, escreveu uma seguidora.

Como resposta, Tess declarou: “Eu não sabia que era possível [ter anorexia sendo gorda] até menos de um ano atrás. Obrigado por suas palavras doces e estou lhe enviando um grande e gordo abraço”.

Em seu perfil no Instagram, a modelo também falou sobre o assunto em um depoimento bastante direto e importante. “Sim, perdi peso - estou me curando de um distúrbio alimentar e alimentando meu corpo regularmente pela primeira vez em toda a minha vida”, afirmou.

Na legenda da imagem, Tess continuou: “Quando você equipara a perda de peso com 'saúde' e 'valor', você basicamente está dizendo que somos mais valiosos agora porque estamos mais magras, perpetuando assim a cultura da dieta”.

“Para pessoas como eu, que estão tentando reformular nossos relacionamentos com nossos corpos e se curar, ouvir comentários sobre o peso é um gatilho (...) Se você não pode dizer a alguém que ela fica bonita sem parecer igual ao seu tamanho, então, baby, por favor, não diga nada”, concluiu.

Positividade corporal