mulher

Estar fadigado não significa estar cansado, diz neurocientista que explica 6 tipos de fadiga

cansaco fadiga anemia 0319 1400x800
happy_fox_art/shutterstock

Dores musculares, dificuldade para levantar da cama pela manhã e total falta de energia durante o dia podem indicar estresse, que, por sua vez, tem relação direta com a fadiga, pois o corpo responde diretamente aos estímulos mentais.

Isso, no entanto, não necessariamente está ligado ao cansaço. De acordo com um artigo científico publicado pelo Brazilian Journal of Development no dia 5 de novembro de 2020, a elevada atividade cerebral, motivada pelo estresse, cria uma relação de dependência de dopamina e desregula as funções neurais, gerando desequilíbrio no organismo.

Tipos de fadiga

cansaco homem trabalho 0119 1400x800
Africa Studio/Shutterstock

O neurocientista brasileiro Fabiano de Abreu Rodrigues, autor do artigo, explica que a fadiga é um fenômeno resultante da disfunção entre a dopamina e o cortisol e, assim, afirma que estar fadigado não significa estar cansado.

Ainda segundo o especialista, existem 6 tipos de fadiga:

  • Fadiga Adrenal: consiste na dificuldade do corpo em lidar com o estresse alto, resultando nas disfunções das glândulas.
  • Fadiga Muscular: causada pelo excesso de atividades físicas e provoca as conhecidas dores musculares.
  • Fadiga Crônica: vinculada à alta carga de estresse decorrente da vida profissional e familiar.
  • Fadiga Mental: quando a mente fica sobrecarregada de informações.
  • Fadiga Sensorial: atinge a parte sensorial do corpo, neste caso, ouvidos, olhos e paladar.
  • Fadiga de Verão: ocorre nos períodos mais quentes, levando à desidratação do corpo.
dor cabeca cansaco doente 0319 1400x800
curiosity/shutterstock

Como combater a fadiga

De acordo com o neurocientista, medidas simples no dia a dia podem ajudar a combater a fadiga, como dormir oito horas por noite, diminuir o tempo na frente de telas e ter atividades de lazer, como leitura de livros, por exemplo.

cha leitura livro 0918 1400x800
Jacob Lund/Shutterstock

O especialista ainda indica caminhar, tomar sol, fazer atividade física e manter uma dieta balanceada. "Não são metas difíceis, o problema é serem negligenciadas. É necessário abrir espaços no dia a dia para estes momentos, pois é uma questão de saúde”, afirma Rodrigues.

Saúde mental e física