Teste feito em brasileiros repatriados da China dá negativo para o novo coronavírus

brasileiro bandeira aviao 0220 1400x800
Andressa Anholete / Correspondente/GettyImages

O Ministério da Saúde confirmou como negativo o resultado dos testes para o novo coronavírus realizados nos brasileiros repatriados que estavam na China e na equipe de apoio para o caso.

A informação foi divulgada na noite da última terça-feira (11) pelo diretor do Departamento de Imunização e Doenças Transmissíveis do Ministério da Saúde, Júlio Croda.

Brasileiros repatriados na China estão em quarentena

brasileiro bebe aviao 0220 1400x859
Andressa Anholete / Correspondente/GettyImages

No último sábado (8), 34 brasileiros que vivia na cidade de Wuhan, epicentro da epidemia de COVID-19 (doença do novo coronavírus).

O grupo ainda inclui 12 profissionais de saúde da FAB, além de dois médicos do Ministério da Saúde, dois jornalistas e oito tripulantes iniciaram o período de quarentena.

A previsão é que o grupo de 58 pessoas fique isolado por 18 dias em Anápolis (GO).

Teste negativo do novo coronavírus em brasileiros

coronavirus imagem 0120 1400x800
Getty Images / Handout

Segundo Croda, medidas preventivas estão sendo tomadas com o grupo e protocolos internacionais seguidos.

“Durante a quarentena, os repatriados têm seus sinais vitais monitorados todos os dias, que consiste em verificar a frequência cardíaca, respiratória, pressão arterial e temperatura, além da presença de quaisquer sintomas, como febre, falta de ar e tosse”, destacou Croda.

Outro protocolo diz respeito ao teste para o novo coronavírus em todos, que resultou em negativo para todos.

A medida, segundo informou o Ministério da Saúde, é uma medida de precaução, mesmo que nenhuma das 58 pessoas tenha manifestado sintomas do COVID-19.

Novo coronavírus no Brasil

Atualmente, o Brasil não presencia nenhum caso confirmado de pessoas infectadas pelo novo coronavírus.

Ao todo, oito casos são monitorados pelo governo: Minas Gerais (1), Rio de Janeiro (2), São Paulo (3), Paraná (1) e Rio Grande do Sul (1).

Coronavírus