Cientistas descobrem célula capaz de destruir câncer de próstata, mama, pulmão e outros

celula t cancer 0220 1400x800
Meletios Verras/shutterstock

Descoberto acidentalmente por cientistas, um novo tipo de célula imune mostrou ser capaz de destruir a maioria dos cânceres e anunciar, assim, um grande avanço no tratamento da doença.

tratamento contra cancer celula 1019 1400x800
Lightspring/Shutterstock

Pesquisadores da Universidade de Cardiff estavam analisando sangue de um banco no País de Gales, procurando células imunológicas capazes de combater bactérias, quando encontraram um tipo totalmente novo de célula T.

linfocitos celula t 0219 1400x800
Design_Cells/shutterstock

Essa nova célula, segundo informações publicadas pela revista Nature, carrega um receptor nunca visto antes, que age como um gancho, agarrando-se à maioria dos cânceres, enquanto ignora células saudáveis.

Célula que pode destruir maioria dos cânceres

Em estudos de laboratório, as células imunológicas equipadas com o novo receptor mostraram capacidade de destruir cânceres de pulmão, pele, sangue, cólon, mama, osso, próstata, ovário, rim e cérvix.

celulas cancerigenas 1216 1400x800 0
xrender/shutterstock

Andrew Sewell, principal autor do estudo, afirma que a descoberta foi acidental e que ninguém sabia da existência dessa célula que, agora, aumenta a perspectiva de uma terapia universal.

adenocarcinoma pulmonar cancer pulmao 0120 1400x800
Kateryna Kon/Shutterstock

O cientista diz ainda que a célula imune pode ser bastante rara ou pode ser que muitas pessoas tenham esse receptor, mas, por alguma razão, ele não é ativado. Este fenômeno ainda não é conhecido pelos pesquisadores.

cancer celula doenca 0519 1400x800
jovan vitanovski/shutterstock

Por outro lado, a nova célula se liga a uma molécula de células cancerígenas chamada MR1, que não varia em humanos. Ou seja, o tratamento funcionaria para a maioria dos cânceres e poderia ainda ser compartilhado entre as pessoas, aumentando a possibilidade de criação de bancos de células imunes especiais para tratamentos no futuro.

Tipos de câncer