explore

Afta pode virar tumor? Especialistas explicam e dizem quando buscar um médico

boca mulher labios 0519 1400x800
Werayuth Tes/Shutterstock

Aftas são pequenas ulcerações não contagiosas que aparecem na parte interna da boca ou dos lábios, nas gengivas ou na língua. Bastante incômodas, podem atrapalhar a ingestão de alimentos e até mesmo a fala.

afta boca lesao 0719 1400x800
Naeblys/Shutterstock

Normalmente, as aftas costumam desaparecer sozinhas em até uma semana. Se as ulcerações permanecerem por mais tempo, no entanto, é válido consultar um especialista, pois podem evoluir para uma infecção.

Quando afta pode ser perigosa

De acordo com o odontólogo Edmilson Pelarigo, diretor da rede de clínicas OrthoDontic, as aftas podem evoluir para infecções mais severas, caso não sejam tratadas, mas não para tumores.

afta ulcera boca 1219 1400x800
Piyawat Nandeenopparit/Shutterstock

As aftas costumam desaparecer em poucos dias (cerca de duas semanas), mas como as lesões na boca podem ser confundidas, é importante observar a evolução e o aspecto da ferida.

Afta pode virar câncer?

A afta não se transforma em câncer, porém, deve-se atentar para toda lesão bucal que permaneça por mais que 15 dias, procurando por um cirurgião-dentista para a investigar a lesão e dar um diagnóstico preciso, orienta o ortodontista Fábio Bibancos.

afta boca labio 0719 1400x800
C.PIPAT/Shutterstock

O que acontece é que, em estágio inicial, as lesões ocasionadas pelo câncer de boca podem ser confundidas com aftas comuns. Por isso, é importante observar a evolução e o aspecto da ferida bucal.

Quando a afta pode ser, na verdade, câncer?

Além das feridas que não cicatrizam e podem ser confundidas com aftas, o especialista em saúde bucal Sérgio Kignel listou outros fatores que podem ajudar a identificar o câncer de boca:

  • Aumento de tecidos ou inchaço sem causa aparente
  • Manchas em qualquer outra parte da boca
  • Dificuldade para mastigar ou para engolir
  • Dor sem razão ou sensação de ter algo preso na garganta
afta cancer boca 0719 1400x800
p_saranya/Shutterstock

Ao perceber estes sintomas, é importante procurar orientação profissional o mais rápido possível, pois o diagnóstico precoce previne sequelas e otimiza o tratamento, que pode ser cirúrgico ou através de radioterapia e quimioterapia.

Aftas: prevenção e tratamento

As aftas estão associadas às funções sistêmicas do corpo de forma geral. O tratamento, segundo Edmilson Pelarigo, pode evitar que as lesões evoluam, mas, para preveni-las, é preciso que o paciente esteja atento a sua qualidade de vida.

labios afta
Jaksuthep Teekul/Shutterstock

Redução do estresse, alimentação balanceada e rotina de exercícios são itens que devem estar na lista que quem sofre com as aftas, além do acompanhamento médico. Ainda assim, não é possível garantir que uma pessoa nunca mais terá aftas ao longo da vida.

Aftas na boca: causas