Bruno Gagliasso passa por cirurgia para retirada de nódulo

bruno gagliasso 1219 1400x800
Globo/Ramón Vasconcelos

Na última quarta-feira (11), o ator Bruno Gagliasso foi internado no hospital Copa Star, no Rio de Janeiro, para realizar um procedimento cirúrgico do qual, segundo sua assessoria, ele já está se recuperando - e a operação, no caso, foi necessária em decorrência a um problema bastante comum: um cisto na tireoide.

Cisto da tireoide: o que é?

Junto do hipotireoidismo e do hipertireoidismo, a presença de nódulos na tireoide é um problema bastante comum relacionado a este órgão, que é responsável por produzir hormônios considerados, de acordo com a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM), como a “gasolina” do corpo humano.

tireoide garganta 3d 0819 1400x800
Explode/Shutterstock

Os nódulos neste órgão consistem ou no crescimento anormal de uma massa de tecido tireoidiano ou de um cisto cheio de líquido que se forma ali e, apesar de a palavra “nódulo” assustar, eles são benignos em aproximadamente 90% dos casos.

Sintomas

Enquanto alguns cistos - como o do caso relatado pela atriz Mariana Bridi - crescem até ser possível visualizar um inchaço no pescoço, boa parte dos nódulos não apresenta sintomas. Além do inchaço, a SBEM também afirma que, em alguns quadros, o paciente pode notar dor, rouquidão e dificuldade para engolir e respirar.

tireoide 0819 1400x800
Albina Glisic/Shutterstock

Diagnóstico

A maior parte dos nódulos da tireoide são identificados durante exames de rotina e, quando isso acontece, é comum que o médico peça testes laboratoriais para descobrir detalhes sobre essa massa e saber se ela é ou não cancerígena. Aqui, é possível fazer um ultrassom do pescoço, uma cintilografia ou até uma biópsia.

Complicações: câncer de tireoide

Embora a maioria destes nódulos sejam benignos, a SBEM afirma que eles também podem ser cancerígenos, sendo a maior parte destes casos identificados em homens - enquanto 4% dos nódulos femininos serem cancerosos, nos homens esta porcentagem sobe para 8%.

tireoide nodulo cancer 1219 1400x800
Kateryna Kon/Shutterstock

Tratamento

A forma de tratar o problema depende do tipo de nódulo, mas os cancerosos ou suspeitos costumam levar à recomendação de remoção total ou parcial da tireoide. O mesmo, inclusive, vale para nódulos não cancerígenos que acabaram crescendo demais e causando problemas na deglutição ou respiração.

Como alguns nódulos podem produzir hormônio tireoidiano, é possível que eles causem quadros de hipertireoidismo, também tornando necessária sua remoção ou tratamento com iodo radioativo. Já no caso de nódulos que não foram removidos, é necessário realizar o monitoramento com exames físicos ou ultrassonografias para avaliar uma possível evolução do quadro.

medico tireoide consultorio 0819 1400x800
Shidlovski/Shutterstock

Vida sem a tireoide

Caso a tireoide seja removida total ou parcialmente, o médico deve avaliar a necessidade de se fazer uma reposição hormonal - já que, como o órgão produz uma série de hormônios importantes para o corpo, ficar sem ele (ou parte dele) pode iniciar uma deficiência hormonal.

Tem uma dúvida de saúde? Envie para vixresponde@vix.com e ela poderá ser respondida por um especialista em nossa nova coluna, o VIX Responde.

Problemas de tireoide