Bolha na boca, gengiva ou garganta: o que pode ser?

afta bolha boca 1219 1400x800
AFPics/Shutterstock

Recentemente, a atriz Heloisa Périssé descobriu um câncer nas glândulas salivares a partir de uma pequena bolinha que notou na boca - e isso motivou dúvidas nos leitores do VIX. Afinal, ter bolhas na boca ou na garganta é sinal de câncer? Saiba quais doenças podem se manifestar a partir deste sintoma e seus respectivos tratamentos.

Bolhas na boca e na garganta: o que pode ser?

Embora bolinhas no lábio, na língua, na parte interna da boca e na garganta possam, sim, ser um sintoma de câncer, esse tipo de lesão também pode indicar doenças e condições bem menos graves e, apesar de ser necessário realizar uma avaliação detalhada caso a caso, há, em geral, oito possibilidades:

Aftas

afta boca labio 0719 1400x800
C.PIPAT/Shutterstock

Bastante incômodas, as aftas são algo comum em pessoas de qualquer idade e, de acordo com a infectologista Raquel Muarrek, pode ter diferentes causas. “Elas são frequentes com a baixa imunidade e com o uso de medicamentos que alteram o pH da boca”, afirma ela.

Em geral, as aftas se manifestam em forma de pequenas úlceras (com aproximadamente 0,5 cm) esbranquiçadas cercadas por uma área avermelhada que podem aparecer tanto na língua quanto nas gengivas e na parte interna dos lábios e das bochechas.

afta cancer boca 0719 1400x800
p_saranya/Shutterstock

Embora sejam dolorosas a ponto de dificultar a alimentação e até a fala, as aftas são bastante inofensivas e tendem a desaparecer sem haver a necessidade de um tratamento específico. Para diminuir a dor, é possível usar pomadas analgésicas (evitando enxaguantes com álcool, que dificultam a cicatrização da lesão).

Aqui, porém, é preciso atentar para o tempo que a lesão dura na boca. Aftas não se tornam cânceres, mas, caso não desapareçam em mais de duas semanas, é possível que sejam um sintoma de câncer confundido com um problema mais simples. Nesta situação, é importante consultar um especialista.

afta ulcera boca 1219 1400x800
Piyawat Nandeenopparit/Shutterstock

Mucocele

As bolinhas que aparecem na boca nem sempre são dolorosas - e, quando esse é o caso, a infectologista afirma que pode ser mucocele. Conforme explica a médica, esta condição não passa de uma lesão cística (bolha que contém saliva) sem dor e frequentemente causada por traumas.

Esse tipo de lesão, de acordo com Raquel, é comum em jovens e mais ainda em pessoas que têm o hábito de morder o lábio.

mucocele boca labios 0919 1400x800
pongwit sanongboon/shutterstock

Candidíase oral

Segundo a médica, outra doença que pode ter entre seus sintomas a formação de lesões desse tipo é a candidíase oral, doença fúngica que, apesar de ser normalmente relacionada à região íntima, também pode aparecer na boca - mas junto de outras características marcantes.

O fungo causador da candidíase, de acordo com o otorrinolaringologista Eduardo Landini Lutaif Dolci, naturalmente habita certas áreas do corpo como o pênis, a vagina e a boca, e um desbalanço do sistema imunológico basta para que ele se prolifere de forma desordenada, provocando o problema (também conhecido como “sapinho”).

candidiase oral boca lingua 1219 1400x800
Timonina/Shutterstock

Neste caso, porém, as lesões não são o único sintoma e, segundo o médico, o quadro vem junto de ardência na boca e uma aparência esbranquiçada na língua. Por ter a imunidade baixa como gatilho, ela é comum em crianças e idosos, e fatores como má alimentação, remédios imunossupressores e a presença de outras doenças podem contribuir para o surgimento.

O tratamento, em geral, é feito com medicamentos antifúngicos que podem ser administrados na forma de gargarejo e normalmente promovem a cura total do problema. Além disso, também pode ser necessário estabelecer medidas para fortalecer o sistema imunológico.

candidiase oral boca lingua 1219 1400x800 0
Victoria 1/Shutterstock

Herpes labial

Segundo a infectologista, o herpes é uma infecção viral contagiosa que se manifesta tanto nos lábios quanto na boca e nas gengivas a partir de bolhas grandes e dolorosas. “Cerca de 15% da população pode ter de maneira recorrente. Ele fica dormente e retorna em crises”, explica a médica.

Apesar de ser uma infecção, o herpes pode não se manifestar logo após a contaminação, e fatores que baixam a imunidade, como estresse, ansiedade e contato prolongado com o sol, podem servir de gatilho para o surgimento dos sintomas. O contágio, no caso, é comum através de beijos e do compartilhamento de talheres ou copos contaminados.

herpes gel 0118 1400x800
CherriesJD/istock

Uma vez que as lesões aparecem, elas podem ser tratadas com hidratação e medicamentos antivirais (de uso tópico ou oral), mas não há uma cura para o herpes. Após o desaparecimento dos sintomas, o vírus segue adormecido e, conforme há outra baixa no sistema imunológico, ele pode voltar a se manifestar. Segundo Raquel, no entanto, já há estudos acerca de uma possível vacina contra o vírus.

Herpangina

Conforme explica a infectologista, as bolhas que a herpangina cria na boca se assemelham às aftas, mas vêm acompanhadas de outros sintomas, como febre e dores de cabeça. O problema é causado pelo vírus do tipo coxsackie B e é bastante comum em crianças que convivem em grupo.

Neste caso, as bolhas podem aparecer até no fundo da garganta, na região da úvula e das amígdalas, e o tratamento consiste no alívio dos sintomas com medicamentos antitérmicos e analgésicos para baixar a febre e aliviar a dor causada pelas feridinhas ulcerativas.

estomatite herpangina boca crianca 1219 1400x800
Dmitro Derevyanko/Shutterstock

Infecção de garganta

Segundo a médica, as infecções de garganta (na faringe, laringe ou nas amígdalas) são incômodos causados por vírus ou bactérias e apresentam sintomas como dor, tosse, rouquidão e febre. Em alguns casos, principalmente de amigdalite, também é possível ver bolinhas esbranquiçadas na garganta por consequência da doença.

Em geral, o tratamento desse tipo de infecção é realizado com medicamentos anti-inflamatórios ou antibióticos, mas, para saber qual é o remédio mais adequado, o quadro deve ser devidamente analisado por um especialista.

dor garganta amigdalite laringite 1219 1400x800
namtipStudio/Shutterstock

HPV

O HPV (vírus do papiloma humano) é transmitido, segundo a médica, pelo contato sexual - e, apesar de muitas pessoas acharem que ele só se manifesta na região genital, ele também pode aparecer na boca, especialmente a partir do sexo oral, na forma de verruguinhas semelhantes às aftas, mas que não cicatrizam.

Geralmente, estas verrugas decorrentes do HPV aparecem de forma agrupada na língua ou no céu da boca, mas o sintoma também pode se manifestar fora da cavidade bucal, na região dos lábios. Uma vez identificada a doença, é possível curá-la com medicamentos e também realizar a cauterização das verrugas.

Além de se proteger com o uso da camisinha durante o contato sexual, também é importante buscar um especialista caso uma lesão como a descrita persista, já que, conforme explica Raquel, o HPV está relacionado ao câncer de boca e, sendo assim, requer um acompanhamento cuidadoso.

virus hpv infeccao 0519 1400x800
Naeblys/Shutterstock

Câncer de boca

Assim como ocorreu com Heloisa Périssé, uma bolha na boca também pode indicar uma doença grave, como um dos tipos de câncer na cavidade oral. No caso da atriz, a doença se manifestou nas glândulas salivares, mas o câncer de boca também pode se manifestar a partir de bolinhas ou lesões que não cicatrizam por mais de 15 dias.

De acordo com Raquel, estas lesões podem aparecer no lábio, nas gengivas, na língua e até no céu da boca e fatores como tabagismo, consumo exagerado de bebidas alcoólicas , má higiene bucal e até o hábito de fazer sexo oral sem proteção estão ligados ao surgimento destas doenças.

Além das bolinhas, estas doenças podem incluir sintomas como dificuldade para engolir e para falar, dores e nódulos na região, e até fraqueza nos músculos da face. Quanto ao tratamento, tudo vai depender do tipo de câncer e do estágio em que ele está, podendo variar entre cirurgias, quimioterapia ou radioterapia.--

cancer celulas cancerigenas 1019 1400x800
fusebulb/Shutterstock

Tem uma dúvida de saúde? Envie para vixresponde@vix.com e ela poderá ser respondida por um especialista em nossa nova coluna, o VIX Responde.

Famosos e a saúde