Jornalista César Filho é internado após descumprir ordem médica e ir trabalhar

Instagram

O apresentador do programa “Hoje em Dia” (Record) César Filhoestá internado para tratar uma diverticulite. Segundo o próprio jornalista revelou aos fãs em vídeos publicados no Instagram, ele desobedeceu ordens médicas para ficar de repouso e, por isso, teve seu quadro de saúde agravado.

César Filho é internado

César Filho foi ao hospital na última terça-feira (5) para fazer exames após ter tido uma piora em seu quadro de diverticulite

“Eu contrariei as ordens médicas, fui trabalhar ontem (4), fui trabalhar hoje (5) e acabei não tendo melhoras e, por isso, eu já estou aqui no hospital hoje para fazer a ressonância magnética para sabermos se temos algo mais grave ou, pelo menos, em que grau nós temos essa diverticulite para sabermos como vai ser o tratamento ou se vou precisar talvez até mesmo de uma internação”, admitiu o apresentador, revelando nunca ter faltado ao programa em cinco anos.

cesar filho elaine mickely 0419 1400x800
Thiago Duran/AgNews

Horas mais tarde, ele voltou ao Instagram para informar que o caso era mais delicado do que se esperava. “Saiu [o resultado de] a tomografia e a minha diverticulite é pior do que nós imaginávamos. Por isso, eu vou ter quer ficar internado aqui”, disse ao mostrar os remédios que já estavam sendo administrados.

Diverticulite: o que é e causas

Divertículos são bolsas ou pequenos cistos que se formam no intestino grosso e que correm o risco de inflamar. Quando isso acontece, ocorre o quadro crítico de diverticulite.

Não se sabe ao certo o que provoca este quadro, mas algumas pessoas têm predisposição genética. Conforme explica o gastrocirurgião e endoscopista Eduardo Grecco, da Clínica Nomina, a inflamação surge quando os divertículos são obstruídos e não conseguem eliminar suas secreções, o que pode ocorrer pela ingestão de grãos, mas esta relação não é certa.

diverticulose diverticulite 0219 1400x800
Juan Gaertner/shutterstock

Sabe-se que o quadro é mais comum em pessoas acima de 50 anos, já que, a partir desta idade, o intestino vai envelhecendo e contraindo algo parecido com rugas da pele, favorecendo o surgimento destas saculações. O excesso de gordura ao redor do órgão causa efeito parecido e, por isso, pessoas obesas também estão mais propensas a desenvolver a doença.

Uma dieta pobre em fibras é outro fator de risco conhecido, uma vez que leva o indivíduo a fazer um esforço maior na evacuação, o que provocaria os quistos. De acordo com informações do hospital Nove de Julho, o contato deles com os restos de fezes no local provoca a inflamação.

Sintomas

dor abdominal 0118 1400x800
BlurryMe/Shutterstock

Quem tem divertículos não necessariamente sofre sintomas. Porém, quando eles inflamam e causam a diverticulite, é comum haver dor abdominal forte do lado esquerdo do corpo, acompanhada ou não de náuseas, febre e vômitos.

Riscos e cirurgia

Durante uma crise, há o risco de o cisto provocar a perfuração da parede intestinal, o que demanda uma cirurgia de emergência. 

“Quando ocorre a perfuração, é necessário operar o mais rápido possível para que a inflamação não se espalhe pela barriga. Nesta cirurgia, é retirada a parte que foi perfurada e é feito o religamento do intestino. Em casos mais graves, em que não é possível religá-lo, é colocada uma bolsa de colostomia, que fica do lado de fora do corpo e é ligada ao intestino”, comenta Grecco.

intestino sindrome corpo 0519 1400x800
Kateryna Kon/shutterstock

A diverticulite de repetição – quando o paciente tem mais de três crises por ano – também tem indicação de cirurgia. Neste caso, ela é mais tranquila e realizada fora do período de inflamação.

Tratamento medicamentoso

Porém, nem todo caso de diverticulite precisa ser tratado com cirurgia. Inicialmente, a abordagem é medicamentosa, como César Filho mostrou estar seguindo.

Costumam ser prescritos antibiótico e anti-inflamatório, além de uma alimentação específica que visa minimizar o risco de inflamação. Ela deve ser pobre em fibras, com o consumo de purê de batata, legumes e vegetais cozidos, e rica em água, para que o intestino trabalhe menos e consiga combater a inflamação.

Prevenção e recomendações

Priorizar o consumo de uma alimentação saudável, rica em fibras, e de bastante água são recomendações básicas para garantir a saúde do intestino.

Para pessoas com mais de 50 anos ou que tenham histórico familiar, Grecco indica a realização de colonoscopia preventiva.

“Ter uma alimentação saudável, com muita fibra, com grande consumo de água contribui para que as fezes se formem de uma forma pastosa e sejam eliminadas com facilidade e também ajuda na manutenção do peso adequado, sem excesso de gordura no organismo, e, consequentemente, evita a doença diverticular”, diz.

Tem uma dúvida de saúde? Envie para vixresponde@vix.com e ela poderá ser respondida por um especialista em nossa nova coluna:VIX Responde.

Doenças delicadas