Ganhar peso após cirurgia bariátrica é possível: médica lista 5 principais motivos

cirurgia bariatrica estomago 0819 1400x800
adao/shutterstock

A cirurgia bariátrica é considerada eficaz na perda de peso nos casos em que o paciente apresenta riscos de saúde resultados da obesidade. Apesar de ser um método consideravelmente rápido para emagrecimento, o procedimento está relacionado a riscos e pode ainda não ser completamente bem-sucedido.

De acordo com a endocrinologista Marise Lima Carvalho, foi possível observar, com o passar dos anos, que pacientes que passaram pela cirurgia bariátrica apresentaram reganho ou recidiva do peso perdido de forma significativa.

cirurgia bariatrica estomago 0119 1400x800
Sezer33/shutterstock

Embora a tendência seja culpar exclusivamente o “mau comportamento” do paciente pelo “fracasso” da operação, a ciência mostra que essa percepção precisa ser modificada, já que vários fatores podem contribuir para a recidiva. Confira 5 principais motivos listados pela médica pelo ganho de peso após o procedimento:

Ganho de peso após bariátrica: 5 principais razões

1. Questões hormonais e metabólicas: hormônios que deveriam ajudar a reduzir o apetite podem começar a cair na circulação e prejudicar o processo de emagrecimento.

2. Questões de saúde mental: condições como depressão, ansiedade, alimentação compulsiva e outros quadros podem surgir no pós-operatório, explica a endocrinologista.

3. Falhas na cirurgia: segundo a profissional, estudos já investigam o impacto do tipo de cirurgia e modificações no trajeto do alimento, que provocaria o resultado insatisfatório do procedimento.

cirurgia bariatrica riscos 1400x800 0317
marina_ua/shutterstock

4. Período pós-operatório: o aparecimento de novas doenças e medicamentos podem gerar ganho de peso nesses pacientes.

5. “Mau comportamento” do paciente: por fim, a médica cita a má adesão do indivíduo à dieta e à necessidade de fazer exercícios físicos após a cirurgia bariátrica, além do não comparecimento a consultas de rotina com médicos, nutricionistas e psicólogos.

O tratamento do reganho de peso depois da bariátrica inclui possibilidades medicamentosas e a cirurgia revisional, tudo com a necessidade de um planejamento e acompanhamento médico rigoroso, explica a médica.

cirurgia bariatrica operacao 0519 1400x800
stscheb/shutterstock

De acordo com o Conselho Federal de Medicina (CFM), as cirurgias bariátricas são indicadas para indivíduos com o cálculo do IMC entre 35 e 40 kg/m².

Os pacientes com as seguintes comorbidades têm indicação ainda mais precisa para realizar o procedimento, visto que podem ser fruto do excesso de peso: diabetes tipo 2, apneia, pressão alta, problemas cardíacos ou coronários, presença de níveis elevados de gorduras no sangue, depressão, entre outros.

View this post on Instagram

Texto da endocrinologista @mariseendocrino. Colaboram @dra.lararubio @mariliacardosoendocrino, @fabianarocha_endo @flaviatortul @drmarcelotinoco e @endocrinodicas. Nos últimos anos milhares de pessoas em todo o mundo tem optado pelo tratamento cirúrgico da obesidade. A cirurgia bariátrica é considerada o que há de mais eficaz na perda de peso, no entanto com o passar dos anos temos observado que muitos desses pacientes vem apresentando reganho ou recidiva do peso perdido de forma significativa! ▪Embora a tendência seja culpar exclusivamente o “mau comportamento” do paciente pelo “insucesso “, a ciência mostra que essa percepção precisa ser modificada já que vários fatores podem contribuir para a recidiva: 👉🏻 Questões hormonais e metabólicas ( hormônios que deveriam ajudar a reduzir o apetite podem começar a cair na circulação) 👉🏻 Questões de saúde mental ( depressão, ansiedade, binge eating e outros quadros compulsivos que podem surgir inclusive no pós operatório) 👉🏻 Falhas na cirurgia ( Estudos investigam o impacto do tipo de cirurgia e modificações no trajeto do alimento) 👉🏻 O tempo de pós operatório ( cada vez mais longo) e o aparecimento de novas doenças e medicamentos que podem gerar ganho de peso nesses pacientes. ⚠ A Má adesão do paciente à dieta e à necessidade de fazer exercícios físicos e até o “não comparecimento” às consultas com toda a equipe ( médicos, nutris, psicólogos...) no pós operatório de forma regular é causa também e essa é a que consideramos mais modificável, ou seja, atitudes do paciente e o trabalho de conscientização já no pré operatório podem preveni-las. ▪ O tratamento do reganho de peso inclui possibilidades medicamentosas e a cirurgia revisional , tudo com a necessidade de um planejamento e acompanhamento médico rigoroso. 👉🏻 Se você se sente fracassado por ter recuperado peso após a cirurgia bariátrica, evite mergulhar na culpa e não fique sozinho: procure apoio! Converse com a equipe que lhe acompanhou e se permita ser ajudado. Sua saúde agradece ! #saudehonesta

A post shared by Saúde Honesta (@saudehonesta) on

O que você precisa saber sobre cirurgia bariátrica