Adenomiose pode ser confundida com endometriose: como diferenciar as doenças

utero corpo mulher 0719 1400x800
CoCoArt_Ua/shutterstock

A adenomiose é caracterizada pela invasão de pedaços do endométrio, camada que reveste o útero, no miométrio, a camada muscular do órgão. A doença é conhecida como “prima da endometriose”, mas os sintomas e a localização do tecido endometrial diferenciam as condições.

Diferenças entre adenomiose e endometriose

Na endometriose, o tecido endometrial sai da cavidade uterina e cresce em outros órgãos, como ovário, intestino, trompa, bexiga e até pulmão, causando inflamação, explica a ginecologista Bárbara Murayama, coordenadora da Clínica da Mulher ​do Hospital 9 de Julho.

adenomiose utero 0517 1400x800 1
Timonina/Shutterstock

Os sintomas de endometriose incluem a cólica dentro ou fora do período menstrual, dor nas relações sexuais e/ou infertilidade. Em algumas mulheres, porém, a endometriose não apresenta sintomas.

Já na adenomiose, o tecido endometrial cresce na camada muscular, ou seja, na parede do útero. O quadro clínico difere um pouco e inclui sangramento aumentado durante a menstruação, cólicas fortes (principalmente no período menstrual) e/ou infertilidade.

absorvente menstruacao sangue 0719 1400x800
July Prokopiv/Shutterstock

De acordo com a médica, a principal diferença entre as doenças é o sangramento que, na endometriose, não altera o fluxo menstrual, enquanto na adenomiose, sim.

A existência de endometriose pode ser pré-determinada através de exames de sangue, de imagem e físicos, mas o diagnóstico correto só é feito após biópsia por videolaparoscopia.

endometriose utero 0117 1400x800 1
Lightspring/Shutterstock

No caso da adenomiose, além da investigação do histórico da paciente e da análise dos sintomas, exames como ultrassom transvaginal e ressonância magnética contribuem com o diagnóstico. A confirmação definitiva da doença só surge após o teste anatomopatológico, com a retirada e análise do útero macro e microscopicamente.

O tratamento considerado definitivo para a adenomiose é a cirurgia de retirada do útero, mas como o procedimento não é indicado para mulheres que ainda pretendem engravidar, a condição pode ser tratada com medicamentos que amenizam os sintomas e melhoram a qualidade de vida da paciente.

utero cuidados maos 1118 1400x800 0
SvetaZi/shutterstock

O que você precisa saber sobre endometriose