O que ocorre com o corpo quando sentimos estresse: até sistema reprodutor é afetado

estresse cansaco tristeza 0819 1400x800
tomertu/Shutterstock

Quem sofre de estresse crônico provavelmente já sabe, por experiência própria, que a condição provoca uma verdadeira bagunça no organismo. Sintomas físicos e mentais provocados pelo problema são resultado de sua ação em praticamente todas as áreas do corpo. Entenda quais são os principais efeitos do estresse, segundo informações do American Institute of Stress:

Efeitos do estresse no corpo

Sistemas nervoso central e endócrino

cerebro epilepsia convulsao 0719 1400x800
Kateryna Kon/Shutterstock

O sistema nervoso central é encarregado de dar uma resposta de “luta ou fuga” diante de situações de perigo. No cérebro, o hipotálamo diz às glândulas suprarrenais para liberar os hormônios do estresse (adrenalina e o cortisol), que estimulam o batimento cardíaco e fazem com que o sangue siga para as áreas mais necessitadas em uma emergência, como músculos, coração e outros órgãos importantes.

Quando o medo percebido desaparece, o hipotálamo deve dizer a todos os sistemas para voltarem ao normal. Quando isso não ocorre, a resposta continuará, resultando em diversos problemas para a saúde física e mental.

Sistemas respiratórios e cardiovasculares

mulher problema coracao 0219 1400x800
By MK photograp55/Shutterstock

Durante a resposta ao estresse, você respira mais rápido em um esforço para distribuir rapidamente sangue rico em oxigênio para o seu corpo. Se você já tem um problema respiratório, como asma ou enfisema, o estresse pode dificultar ainda mais a respiração.

Sob estresse, seu coração também bombeia mais rápido. Os hormônios fazem com que os vasos sanguíneos se contraiam e desviem mais oxigênio para os músculos, aumentando a pressão arterial e, elevando assim, os riscos de derrame ou ataque cardíaco.

Sistema digestivo

gastrite dor estomago 1018 1400x800
PopTika/shutterstock

Sob estresse, seu fígado produz açúcar extra no sangue (glicose) para lhe dar um impulso de energia. Se você está sob estresse crônico, seu corpo pode não conseguir acompanhar esse aumento extra, resultando em risco elevado de desenvolvimento de diabetes tipo 2.

É mais provável também que, diante de um quadro de estresse, você experimente azia ou refluxo ácido, devido ao aumento no ácido do estômago. A condição pode ainda afetar a maneira como o alimento se movimenta pelo corpo, levando a náuseas, diarreia ou constipação.

Sistema muscular

dor costas lombar 0918 1400x800
tb studios/Shutterstock

Seus músculos ficam tensos para se proteger de lesões quando você está estressado. Eles tendem a se libertar novamente quando você relaxa, mas se você estiver constantemente sob estresse, seus músculos não relaxam e, tensionados, podem causar dores de cabeça, nas costas e em outras áreas do corpo.

Sistema imunológico

rinite gripe resfriado 0519 1400x800
Pretty Vectors/shutterstock

O estresse estimula o sistema imunológico, o que pode ser uma vantagem para situações imediatas. Esta estimulação pode ajudá-lo a evitar infecções e curar feridas. Mas, com o tempo, os hormônios do estresse enfraquecerão seu sistema imunológico e reduzirão a resposta do seu corpo a invasores, aumentando riscos de contrair doenças virais, como a gripe e o resfriado comum, além de outras infecções.

Sexualidade e sistema reprodutivo

mulher sem libido 1218 1400x800
wavebreakmedia/shutterstock

Se o estresse persistir por muito tempo, os níveis de testosterona de um homem podem começar a cair. Isso pode interferir na produção de espermatozoides e causar disfunção erétil ou impotência. O estresse crônico também pode aumentar o risco de infecção para os órgãos reprodutivos masculinos, como a próstata e os testículos.

No caso das mulheres, o estresse pode afetar o ciclo menstrual e aumentar os sintomas físicos da menopausa. Em ambos os gêneros, a condição ainda afeta a sexualidade por provocar significativa queda da libido.

Estresse: causas, sintomas e tratamentos