Heloísa Perissé revela tumor e anuncia pausa na carreira para fazer tratamento

heloisa perisse igreja 0819 1400x800
Globo/Marcos Rosa

A atriz Heloísa Perissé está com um tumor nas glândulas salivares e irá fazer uma pausa na carreira para se dedicar inteiramente ao tratamento.

O anúncio foi feito pela própria humorista em seu Instagram. No texto, a artista mostrou que não perdeu o bom humor e afirmou estar confiante na luta contra a doença.

Heloísa Perissé com tumor raro

heloisa perisse carro cabelo 0418 1400x800
Anderson Borde/AgNews

Heloísa optou por contar ao público sobre a atual doença por meio das redes sociais. “Estou sumidinha, né? Pois é, a vida dá umas cambalhotas interessantes! O motivo foi um tumor nas minhas glândulas salivares e agora vou me voltar 100% para minha saúde!”, escreveu a artista, anunciando pausa na carreira.

Em seu texto, além de noticiar os fãs sobre a doença, Heloísa procurou transparecer confiança diante do problema.

“Como todo mundo sabe, minha fé é a coisa mais importante da minha vida. Eu creio que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus! Está tudo certo! Sou forte, vou fazer sessões de radioterapia, quimio, o que for e daqui a pouco estou a mil de novo!”

E, fora a confiança para vencer o tumor, Heloísa também mostrou que não deve deixar a tristeza lhe abater nesta fase. “E ainda vamos rir muito! Porque bom humor, graças a Deus, é o meu olhar para a vida. E quero ser assim principalmente agora!”

No Stories do Instagram, a atriz ainda relatou já ter passado por um cirurgia de remoção do tumor e agradeceu as mensagens de carinho enviada pelo público após o anúncio nas redes sociais. .

"Obrigado a todos que me mandaram as mensagens mais lindas que já recebi! Obrigada as flores, os telefonemas, as orações! Só desse amor todo já me sinto melhor e muito forte! Em breve vou tirar uma selfie porque depois da cirurgia minha boca ficou um pouquinho tortinha.... mas tá charmoso. E isso é temporário. De repente não vou nem deixar certinho não! Vou mandar um beijo tortinho mesmo, afinal, é o que temos para hoje e a vida segue! Beijo tortinho para vocês."

Tumor nas glândulas salivares

glandulas salivares 0819 1400x800
CLIPAREA l Custom media/ShutterStock

As glândulas salivares são estruturas responsáveis pela produção e secreção de saliva no corpo. A saliva é importante para o organismo, pois contém enzimas que iniciam o processo de digestão dos alimentos, além de conter anticorpos necessários para a proteção do corpo.

Formadas por dois tipos, as maiores e menores, ambas as glândulas salivares podem desenvolver tumores benignos ou malignos. Segundo informações do Hospital A.C.Camargo, o câncer nas glândulas salivares correspondem a 5% a 7% dos cânceres de cabeça e pescoço, com estimativa no Brasil de 1 a 2 casos para cada 100.000 habitantes.

Tumores benignos e malignos

Os tumores nas glândulas parótidas - o mais comum dentre os que acometem a região - são benignos em sua maioria: 60%. Porém, muitas vezes requerem tratamento, já que podem evoluir para a forma maligna.

Já dentre os tumores malignos, os carcinomas epidermoides são os que mais atingem as glândulas salivares. De acordo com o hospital, eles tendem a se desenvolver de forma lenta e costumam reagir muito bem ao tratamento.

O Instituto Nacional de Câncer (INCA) informa que aproximadamente 25% dos tumores da glândula parótida, 50% dos tumores da glândula submandibular e 81% dos tumores das glândulas salivares menores são malignos.

Sintomas que pedem atenção

dor garganta queimacao 0119 1400z800
B-D-S Piotr Marcinski/shutterstock

Diante dos seguintes sinais, é recomendado buscar um médico para investigar a possibilidade de tumor ou câncer na região:

  • Nódulo ou inchaço na boca, bochecha, mandíbula ou pescoço
  • Dor na boca, bochecha, mandíbula, ouvido ou pescoço intermináveis
  • Assimetria entre o lado direito e o esquerdo da face ou pescoço
  • Perda de sensibilidade em parte do rosto
  • Fraqueza dos músculos de um lado da face
  • Dificuldade para engolir

O diagnóstico é feito por meio de exame clínico mais exames de imagem que ajudam na avaliação da extensão e natureza do tumor.

Tratamento

A maioria dos casos pede reparação cirúrgica, seja em casos de tumores benignos ou de câncer.

No caso dos malignos, a radioterapia é frequentemente indicada para complementar os cuidados médicos. Segundo o A.C. Camargo, a quimioterapia é usada em poucos casos, como tratamento paliativo.

Fatores de risco

fumar fumante cigarro 0918 1400x800
Out of Time/Shutterstock

Os seguintes fatores aumentam as chances de uma pessoa desenvolver câncer nas glândulas salivares:

  • Idade (o risco aumenta com a idade)
  • Sexo (são mais comuns em homens do que em mulheres)
  • Exposição à radiação (tratamento radioterápico prévio na região de cabeça e pescoço)
  • Exposição a pó de serra
  • Exposição profissional a sílica, borracha e nitrosaminas
  • Infecção crônica pelo vírus Epstein-Barr
  • Tabagismo

Doenças raras