Corrimento vaginal pode indicar doença: saiba quais e como identificar

vagina lencol vulva 0719 1400x800
JpegPhotographer/Shutterstock

O corrimento vaginal faz parte natural do processo orgânico do corpo feminino e, quando normal, possui cheiro característico, mas não incômodo ou forte, vai do incolor ao esbranquiçado e possui consistência cremosa e pegajosa. Sua função é proteger o trato genital e urinário contra infecções, além de contribuir para a lubrificação na hora do sexo.

vagina vulva flor 0419 1400x800
Munimara/shutterstock

De acordo com a ginecologista e obstetra Flávia Fairbanks, a cada período do ciclo menstrual, o aspecto do corrimento pode mudar, mas algumas alterações mais significativas merecem atenção extra, pois podem indicar problemas de saúde.

Quando o corrimento vaginal indica doença

corrimento vaginal mulher 0519 1400x800
New Africa/Shutterstock

O corrimento vaginal pode sinalizar problemas de saúde quando apresenta coloração diferenciada, odor forte ou provoca dores e desconfortos.

Corrimento amarelado

A cor amarelada do corrimento pode ser um sinal de alguma infecção vaginal como a tricomoníase, causada por um parasita que se aloca na vagina ou na uretra e provoca dores e machucados na região.

Corrimento esverdeado

Assim como o corrimento amarelado, o esverdeado também está relacionado a doenças infecciosas e indica a necessidade de visitar um ginecologista.

vagina calcinha mulher 0219 1400x800
new africa/shutterstock

Corrimento acinzentado

Este tipo de corrimento pode também estar relacionado a infecções, como a vaginose bacteriana (ou vaginite), causada por uma bactéria que também pode gerar odores ruins na secreção.

Corrimento branco pastoso

Se a secreção tem aspecto de leite talhado, semelhante a uma nata, pode indicar um quadro de candidíase, infecção que costuma causar também coceira, dor e vermelhidão na região sexual.

corrimento calcinha secrecao 0219 1400x800
July Prokopiv/Shutterstock

Corrimento com sangue

O corrimento com presença de sangue não é normal e, normalmente, está relacionado a lesões no colo do útero ou alterações hormonais, segundo o ginecologista e obstetra Ricardo Luba.

Corrimento com mau cheiro

A presença de cheiro forte e ruim no corrimento também merece atenção extra e visita ao ginecologista, pois pode sinalizar doenças como vaginose e tricomoníase.

Como acabar com o corrimento vaginal