Dengue será epidemia global em 2080: América do Sul está entre maiores atingidos

aedes zika dengue 1117 1400x800
Crystal Eye Studio/Shutterstock

Transmitida pela picada do mosquito Aedes aegypti, a dengue ainda é um desafio científico e médico e que causa grande preocupação em períodos do ano com meses chuvosos e temperaturas altas, já que o calor aumenta a incidência do inseto.

Estudo alerta para epidemia mundial de dengue

dengue transmissao mosquito 1116 1400x800
Aunt_Spray/iStock

A dengue parece estar longe de ser erradicada e mais: de acordo com um recente estudo publicado pela revista Nature Microbiology, a doença será uma epidemia global em 2080.

Os pesquisadores estimam que 6,1 bilhões de pessoas no mundo correrão o risco de contrair dengue no período, o que equivale a 60% da população.

mosquito dengue zika 0716 1260x700
corlaffra/Shutterstock

O aumento expressivo no número de casos pode ser explicado por dois fatores: crescimento da população e o aquecimento global.

A América do Sul está entre as mais prejudicadas, assim como África central e sudeste asiáticos, uma vez que são consideradas áreas endêmicas.

vaso mosquito dengue 0519 1400x800
SOORACHET KHEAWHOM/Shutterstock

Países que já apresentam elevados números de casos de dengue serão, portanto, mais afetados.

A população dessas áreas tende a crescer e o calor será maior, por períodos mais longos, devido às mudanças climáticas.

aedes aegypti dengue 1118 1400x800
Bakhtiar Zein/shutterstock

De acordo com os pesquisadores, a única forma de tentar barrar o aumento de casos de dengue é implementar iniciativas para combater o aquecimento global.

O quadro poderia ainda ser menos alarmantes caso ocorra avanços científicos para tratar a doença no futuro, como possibilidade de uma vacina segura, por exemplo.

Dengue: sintomas e tratamentos