Tem coceira na região íntima? Investigue 5 possíveis causas

vagina calcinha mulher 0219 1400x800
new africa/shutterstock

Quando alguma parte do nosso corpo coça, pode ser muito chato, e se o que coça é "lá embaixo", mais ainda. Para acabar com o problema, é preciso saber do que se trata. Existem várias causas possíveis para este incômodo na região íntima, e algumas delas são bastante comuns.

O que pode causar coceira na região íntima?

Vaginose bacteriana: Alterações na flora vaginal que causem excesso de bactérias podem causar este tipo de infecção. Os sintomas, além da coceira, geralmente são queimação, irritação, mau cheiro, aumento do corrimento vaginal e, em alguns casos, vontade de urinar o tempo todo.

Doença sexualmente transmissível: Clamídia, herpes genital e verrugas causadas por HPV estão entre as DSTs que podem causar coceira na região íntima.

calcinha vagina intima vulva 02191 1400x800
javi_indy / Shutterstock

Fungos: Muito comum entre as mulheres, a candidíase vaginal ocorre quando o fungo Candida albicans cresce na região genital, aproveitando que suas defesas estão enfraquecidas por relações sexuais muito freqüentes, gravidez ou uso de antibióticos em excesso. Neste caso, o corrimento vaginal torna-se espesso, de cor branca ou amarelada e com cheiro de queijo.

Menopausa ou amamentação: A queda no nível de estrogênio que ocorre nestes períodos pode fazer com que as paredes da vagina se tornem mais finas e mais secas, causando coceira e irritação.

mulher dor agonia 0519 1400x800
Jannarong/Shutterstock

Produtos químicos: Cremes, preservativos, espumas anticoncepcionais, perfumes, amaciantes... Para muitas pessoas, estes produtos não são prejudiciais, mas podem irritar a pele delicada da vagina e da vulva nas mulheres mais sensíveis.

Como acabar com a coceira?

A higiene diária é essencial, mas é necessário escolher sabonetes neutros e evitar que produtos perfumados (papel higiênico, lenços umedecidos, desodorantes íntimos absorventes, etc.) estejam em contato com a vagina.

Usar mais saias do que calças jeans e dormir sem calcinha são medidas simples que podem ajudar a reduzir a coceira. E, por mais difícil que seja, tente não coçar para evitar lesões.

Caso o problema não desapareça ou volte com frequência, visite um ginecologista: só ele poderá resolver os casos mais graves ou que estejam relacionados a infecções de fungos e bactérias.

Incômodos na região íntima

Matéria traduzida do original de VIX espanhol, do autor Mery Preiti.