Sequelas da meningite: doença afeta audição, memória e aprendizado

meningite bacteriana cerebro 0319 1400x800
Kateryna Kon/shutterstock

Doença grave que pode deixar sequelas e até mesmo levar à morte, a meningite, no Brasil, é considerada uma condição, ou seja, com casos esperados ao longo do ano, com a ocorrência de surtos e epidemias ocasionais.

Meningite: o que é?

A meningite, de acordo com o Ministério da Saúde, é um processo inflamatório das meninges, membranas que envolvem o cérebro e a medula espinhal. A doença, que possui diferentes tipos, pode ser causada por diversos agentes infecciosos, ou também por processos não infecciosos.

A meningite atinge pessoas de todas as idades, sendo as crianças menores de 5 anos normalmente as mais afetadas, segundo informações da Fundação Oswaldo Cruz. As meningites bacterianas e virais são as que mais causam preocupações, devido a sua magnitude e capacidade de causar surtos.

virus meningite cerebro 06317 1400x800
Tatiana Shepeleva/Shutterstock

Bacteriana

Considerada a forma mais grave da doença, a meningite bacteriana costuma ser causada pelas bactérias Streptococcus pneumoniae, Haemophilus influenzae ou Neisseria mengitidis, esta última que causa a meningite meningocócica, que pode levar à septicemia (excesso de bactérias na corrente sanguínea) e infecção generalizada, causando a morte.

Viral

A meningite viral costuma surgir como complicação de uma virose e é menos agressiva que a bacteriana, com taxa de mortalidade bem mais baixa. Geralmente é curada de forma espontânea, sem necessidade de tratamento específico.

Fúngica

Forma mais rara e não contagiosa da condição, a meningite fúngica geralmente é resultado da propagação de um fungo através do sangue para as meninges. Este tipo de meningite é mais comum em pacientes imunossuprimidos, como nos casos de portadores de AIDS ou câncer.

meningite cerebro 0617 1400x800
Kateryna Kon/Shutterstock

Por parasitas

Os parasitas que causam meningite não são transmitidos de uma pessoa para outra, e normalmente infectam animais e não pessoas. As pessoas são infectadas pela ingestão de produtos ou alimentos contaminados que tenha a forma ou a fase infecciosa do parasita.

Sintomas

Os sintomas da meningite podem variar de acordo com seu tipo, mas, em comum, o paciente pode apresentar sinais como:

  • Sensação geral de cansaço
  • Febre alta e repentina
  • Dor de cabeça persistente
  • Rigidez do pescoço
  • Náuseas ou vômitos
  • Fotofobia (aumento da sensibilidade à luz)
  • Sonolência ou dificuldade de despertar
  • Dores nas articulações
  • Convulsões
  • Confusão ou outras mudanças mentais
  • Manchas vermelhas pelo corpo (no caso da meningocócica)
bebe convulsao vacina meningite 1216 1400x800
Nednapa Sopasuntorn/Shutterstock

Diagnóstico

Diante da apresentação dos sintomas e suspeita de meningite, o médico pode pedir exames para confirmar ou descartar a doença. O profissional solicitará a coleta de amostras de sangue e líquido cerebroespinhal para detectar o agente que está causando a infecção. A identificação específica é importante para iniciar o tratamento mais adequado.

Tratamento

Os casos suspeitos de meningite sempre exigem internação hospitalar, já que a doença é considerada grave. No caso de meningites bacterianas, o paciente será orientado a passar por antibioticoterapia no hospital, com drogas de escolha e dosagens prescritas pelo médico.

meningite crianca infantil cerebro 1218 1400x800
Veronika Zakharova / Shutterstock

Na maioria dos casos, as meningites virais não exigem tratamento com medicamentos. Em geral, as pessoas são internadas e monitoradas quanto a sinais de maior gravidade, e se recuperam espontaneamente.

Nas meningites fúngicas, o tratamento é mais longo, com altas e prolongadas dosagens de medicação antifúngica. Já no caso de meningites por parasitas, tanto o medicamento contra a infecção como as medicações para alívio dos sintomas serão administrados.

Sequelas

cerebro bacteria meningite virus cerebral 0518 1400x800
Kateryna Kon / Shutterstock

As sequelas da meningite podem ser bastante graves e, quando não tratada, a doença pode resultar em convulsões, dano neurológico permanente e até levar à morte, segundo informações da Mayo Clinic. As complicações mais sérias decorrentes de um quadro de meningite são:

  • Perda de audição
  • Dificuldade de memória
  • Dificuldades de aprendizagem
  • Dano cerebral permanente
  • Convulsões
  • Falência renal
  • Acidente vascular cerebral (AVC)
  • Morte

As complicações causadas pela meningite bacterianas podem ocorrer igualmente em qualquer idade, mas, entre crianças, os riscos são ainda maiores. Além disso, as chances de sequelas são proporcionais ao tempo que se demora para fazer o diagnóstico e iniciar o tratamento.

Meningite