Catarro pode ter 5 cores e denunciar doenças como câncer, lúpus e mais

pulmao catarro secrecao respiratorio pneumonia 0319 1400x800
Lorelyn Medina / Shutterstock

Acompanhado por tosse produtiva, o catarro (ou muco) é uma secreção composta, basicamente, por água, glicoproteínas, sais e restos celulares. O catarro considerado saudável é incolor, pouco viscoso e sem cheiro.

Catarro: como se forma

Produzido por glândulas que ficam abaixo da camada que reveste as vias aéreas, o catarro protege a região de micro-organismos que podem infectar o corpo. Quando não apresenta alteração na coloração, espessura ou odor, o muco, portanto, não é considerado fonte de preocupação.

O catarro com mudança na cor e consistência, no entanto, geralmente aparece devido a um processo infeccioso, viral ou bacteriano, resultado de gripes e resfriados.

Catarro: tipos

tosse homem garganta 1118 1400x800
Image Point Fr/ Shutterstock

Catarro verde

A cor esverdeada do catarro normalmente está relacionada a uma infecção bacteriana, como uma gripe, especialmente se apresentar aparência purulenta.

Catarro amarelo

O catarro amarelado, na maioria das vezes, indica uma infecção respiratória de origem viral ou alérgica. Ou seja, o muco amarelado pode ser resultado de quadros como rinite, sinusite, resfriado, gripe e laringite, por exemplo.

Catarro marrom

A coloração mais escura no catarro é mais comum entre fumantes, mas também pode sinalizar uma pneumonia causada por fungo. Neste caso, a secreção ainda costuma ter odor ruim e forte e consistência mais grossa.

Catarro branco

Catarro esbranquiçado demais pode sinalizar quadros de alergia, rinite, asma ou mesmo gripes e resfriados.

tosse espirro catarro 0319 1400x800
diy13/shutterstock

Catarro com sangue

Apesar de normalmente causar grande susto, o catarro com sangue (hemoptise) nem sempre indica um problema grave de saúde, explica o pneumologista Ciro Kirchenchtejn, do Hospital Alemão Oswaldo Cruz.

Em pouca quantidade, o sangue no catarro pode sinalizar apenas um ressecamento das vias aéreas, que resulta em rompimento dos vasinhos das narinas. O sintoma, no entanto, merece atenção se permanecer por muito tempo.

A presença de sangue no catarro, em alguns casos, pode indicar uma doença mais grave, como pneumonia, tuberculose, lúpus e até mesmo câncer de pulmão.

mulher tosse sintoma 0117 1400x800
file404/Shutterstock

É grave?

Na grande maioria dos casos, a produção de catarro desaparece naturalmente quando a condição que dá origem ao problema é tratada. Se o muco se mostra presente por mais de três semanas e em quantidade acima do normal é importante procurar um médico, especialmente se o paciente apresentar outros sintomas que podem indicar problemas mais graves.

Você deve buscar ajuda médica se, além do catarro, sentir falta de ar, dor e chiado no peito, tosse persistente, perda de apetite e de peso sem motivo aparente, cansaço excessivo e febre alta (acima de 38 graus).

Tratamento

O tratamento para acabar com a produção excessiva de catarro varia de acordo com a doença que causa o problema. Buscar ajuda médica e realizar exames é de extrema importância para iniciar o melhor tipo de terapia o quanto antes.

Tipos de tosse e como tratar