Morre neto de Lula aos 7 anos: doença grave evoluiu em questão de horas

Morreu nesta sexta-feira (1) o neto do ex-presidente Lula. Arthur Araújo Lula da Silva, que tinha 7 anos, deu entrada no hospital Hospital Bartira, em Santo André, Grande São Paulo, na manhã de hoje com um quadro de meningite meningocócica e não resistiu.

Segundo nota enviada pelo hospital, a criança chegou ao atendimento às 7h20 e teve morte confirmada poucas horas depois, às 12h36.

“O Hospital Bartira informa que o paciente Arthur Araújo Lula da Silva, de 7 anos, veio a óbito às 12:36, devido ao agravamento do quadro infeccioso de meningite meningocócica. O paciente havia dado entrada às 07h20 desta manhã com quadro instável”, diz o boletim oficial.

A meningite é mais comum em crianças, especialmente aquelas até 5 anos de idade, e geralmente ocorre por duas causas: a viral e a bacteriana – sendo a última a forma mais grave, sofrida pelo neto do ex-presidente.

neto de lula 1400x800 0319
Ricardo Stuckert/partido dos trabalhadores/divulgação

Meningite bacteriana

Segundo o infectologista Gabriel Cuba, do Hospital 9 de Julho, meningite é uma doença que acomete as membranas que revestem os órgãos do sistema nervoso, chamadas meninges. O tipo bacteriano (ou meningocócico) pode ser causado por bactérias como meningococos e pneumococos, e frequentemente está associado a infecções de ouvido.

É o tipo mais grave e, devido à rápida evolução, requer atendimento imediato. Ele pode levar à septicemia (excesso de bactérias na corrente sanguínea) e infecção generalizada, causando a morte.

A infecção também pode atingir o sistema nervoso central, quadro conhecido como “meningoencefalite”, que mata rapidamente.

Em caso de recuperação, ainda há a possibilidade de sequelas na audição e visão, bem como problemas motores, déficit cognitivo e perda de membros, dentre outras.

cerebro bacteria meningite virus cerebral 0518 1400x800
Kateryna Kon / Shutterstock

Como é transmitida?

Ela pode ser contraída pelas vias respiratórias (pela tosse, espirro ou fala, por exemplo), e não é necessário que a pessoa infectada apresente os sintomas para poder transmiti-la.

É ainda possível contrair a meningite pelo beijo ou contato com fezes.

Sintomas

Os sinais da meningite meningocócica incluem febre, mal-estar, vômitos em jato, dores na cabeça e pescoço, rigidez na nuca (que impede de colocar o queixo no peito) e manchas avermelhadas na pele. Em bebês, também provoca choro prolongado e moleira dura ou elevada.

termometro febre crianca 1018 1400x800
Svitlana-ua/Shutterstock

Tratamento e prevenção

O tratamento é feito pela administração de antibióticos. Já a prevenção é feita por vacina: a BCG evita o bacilo da tuberculose, que também causa meningite. Já a Pentavalente, a Meningocócica C, a Pneumocócica conjugada 10-valente, a Meningocócica ACWY e a Meningocócica B combatem bactérias que podem causar o problema.

Apesar disso, é impossível proteger contra 100% dos micro-organismos causadores do problema, já que a gama é muito ampla.

Meningite: entenda melhor a doença