Anemia ferropriva afeta mais 3 grupos de pessoas: causas, sintomas e tratamentos

anemia globulos vermelhos 0219 1400x800
Victor Josan/shutterstock

A anemia ferropriva é uma doença causada pela ausência de ferro, mineral importantíssimo para o funcionamento do organismo. Crianças com menos de três anos, mulheres e gestantes são os mais afetados pela condição, que pode ser causada por dieta pobre, deficiência na absorção do ferro e perda de sangue.

Anemia ferropriva: o que é

A anemia ferropriva é o tipo mais comum de todas as anemias e tem como anormalidade a diminuição da vida média dos glóbulos vermelhos. A condição é causada por deficiência de ferro, mineral importante para a realização plena do transporte de oxigênio dos pulmões para todas as células do corpo.

De acordo com o médico Dr. Rodolfo Cançado, professor da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, o ferro está presente no interior dos glóbulos vermelhos - células sanguíneas responsáveis por levar o oxigênio às demais do organismo -, sendo parte integrante de uma proteína chamada hemoglobina.

sangue globulos vermelhos anemia 0517 1400x800
Ralwel / iStock

Causas

Uma alimentação pobre em ferro é a causa mais comum de anemia ferropriva, principalmente entre crianças menores de 2 anos de idade e gestantes. De acordo com a hematologista Dra. Regina Biasoli, do laboratório Alta Excelência Diagnóstica, substâncias como ferro, ácido fólico e vitamina B12 são essenciais para a formação das hemoglobinas, que ocorre na medula óssea. Quando elas estão insuficientes, a quantidade de hemoglobina cai.

Quem faz dietas extremamente restritivas, sem carnes, oleaginosas e verduras escuras, por exemplo, está exposto a um risco maior de desenvolver anemia.

A doença ainda pode se manifestar como consequência de condições clínicas (verminoses, doença celíaca, quadros longos de diarreia) que reduzem a absorção do ferro pela mucosa intestinal.

A anemia ferropriva também pode surgir após a perda excessiva de sangue provocada por hipermenorreia (fluxo menstrual intenso e longo), miomas, hematúria (eliminação de sangue pela urina), entre outros problemas.

anemia corrente sanguinea 1118 1400x800
Kateryna Kon/shutterstock

É grave?

A anemia não é considerada uma condição grave e, bastante comum, pode ser facilmente tratada sem que resulte em complicações de saúde.

Sintomas da anemia

  • Cansaço excessivo
  • Tonturas e possíveis desmaios
  • Aceleração dos batimentos cardíacos
  • Palidez nas faces e nos lábios
  • Dificuldade para respiração
  • Dores de cabeça
  • Irritabilidade
  • Queda de cabelos
  • Enfraquecimento das unhas
  • Falta de atenção e concentração
exame de sangue 0119 1400x800
Evgeny Atamanenko/Shutterstock

Exames para diagnóstico

Além da observação dos sintomas, a anemia pode ser facilmente diagnosticada com um simples hemograma, ou seja, um exame de sangue que pode detectar uma possível taxa reduzida de hemoglobina ou qualquer alteração no formato dos glóbulos vermelhos.

Cuidados

A orientação mais importante para quem sofre de anemia ferropriva é cuidar da dieta. Segundo informações do Hospital Israelense Albert Einstein, o paciente deve incluir no almoço e jantar carnes, frango ou peixe em uma porção maior que a habitual (aproximadamente 200g).

mulher comendo carne 1218 1400x800
puhhha/Shutterstock

Evite misture alimentos fontes de cálcio e ferro no mesmo prato e beber chá mate ou preto, café, chocolate ou achocolatados junto e após as refeições, preferindo a ingestão de sucos de frutas cítricas que ajudam na absorção do ferro.

Procure manter uma alimentação variada, lembrando-se que não existe nenhum alimento que, sozinho, contenha todos os nutrientes necessários ao organismo.

O que anemia pode causar

A anemia é uma condição comum, de fácil diagnóstico e tratamento, que raramente resulta em complicações de saúde. No entanto, se não for corretamente cuidada, pode resultar em problemas mais sérios.

ferro alimentos anemia 1118 1400x800
Marta Design/Shutterstock

Algumas das consequências da anemia que não recebe tratamento são: comprometimento da imunidade, aumento nos riscos de infecções e, em casos extremos, condições cardiovasculares, como insuficiência cardíaca.

O que você precisa saber sobre anemia