Olho seco pode ser sinal de alerta para doença grave: problema afeta milhões no país

insonia olhos vermelhos 1118 1400x800
Eduard Muzhevskyi/shutterstock

Secura nos olhos, normalmente acompanhada por coceira, ardor e irritação, não deve ser ignorada se aparece com muita frequência.

Os sintomas podem ser sinal de alerta para uma doença que atinge cerca de 2 milhões de pessoas por anos no Brasil: a Síndrome do Olho Seco.

coceira olhos 1018 1400x800
Adam Gregor/Shutterstock

A Síndrome do Olho Seco, também chamada de Síndrome da Disfunção Lacrimal, ocorre quando os olhos não estão sendo corretamente lubrificados, causando, além dos sintomas citados acima, outros desconfortos como vermelhidão nos olhos, visão turva, sensação de areia nos olhos e incômodo ao ler, ver TV ou ficar diante da tela do computador ou celular.

Causas da Síndrome do Olho Seco

Nossos olhos dependem das lágrimas para se manterem hidratados e nutridos e qualquer falha ou deficiência no processo pode comprometer a proteção, o funcionamento e a boa saúde da região.

mulher cocando o olho 0218 1400x800
Juta/Shutterstock

A lágrima é composta por água, gordura e muco. Se esta mistura deixa de ser harmoniosa, os olhos sentirão diretamente o efeito do desequilíbrio, apresentando os sintomas da Síndrome do Olho Seco.

A alteração na composição natural da lágrima pode ocorrer por motivos variados, como deficiência de vitamina A no organismo, problemas na glândula lacrimal, doenças oculares (como blefarite, por exemplo), menopausa, permanência por muito tempo diante do computador ou celular e até mesmo fatores ambientais, como poluição e exposição excessiva ao sol.

mulher cansada nervosa dor cabeca 0518 1400x800
gpointstudio/Shutterstock

A Síndrome do Olho Seco ainda é considerada mais comum entre mulheres (por causa de alterações hormonais), pessoas acima de 40 anos, usuários de lentes de contato e indivíduos que vivem em regiões de clima mais seco.

Síndrome do Olho Seco: como tratar e prevenir

estresse cansaco esgotamento 1118 1400x800
vmaslova/shutterstock

Consultar um oftalmologista é essencial para descobrir as causas e o melhor tipo de tratamento para o olho seco, mas a orientação para uso de colírio de lágrima artificial costuma ser a mais comum.

No dia a dia ainda é possível prevenir o problema descansando a vista, ou seja, evitando passar muito tempo lendo ou diante do computador. Fazer intervalos a cada uma hora, em média, piscando os olhos constantemente, pode ajudar a combater o ressecamento dos olhos.

colirio visao tratamento 0517 1400x800
sezer66/iStock

Beber bastante líquido para manter o corpo hidratado, usar óculos de sol com proteção ao sair na rua e higienizar bem os olhos após o uso de maquiagem na região também podem ajudar e combater e evitar o problema.

Cuidados com a visão