É isto o que acontece com o cérebro de quem não trata a depressão

cerebro producao de celulas 0318 1400x800
vitstudio/Shutterstock

Além da tristeza profunda e diversos outros sintomas físicos e emocionais, a depressão, quando não tratada, pode causar impacto negativo no cérebro. De acordo com um estudo canadense feito com 80 pessoas, quem convive mais de dez anos com depressão apresenta alterações e inflamações no cérebro.

Como a depressão afeta o cérebro

cerebro 0318 1400x800
Ravil Sayfullin/Shutterstock

Os pesquisadores descobriram que a depressão persistente provoca mudanças biológicas no cérebro e apontam que as diferentes fases da doença podem exigir tratamentos específicos e ainda que a condição, apesar de não ser considerada degenerativa, também não é estática, ou seja, pode progredir.

Para chegar à conclusão, os cientistas mediram a inflamação do cérebro de pacientes em diferentes níveis de depressão através de exames de imagem.

Foi possível observar que pessoas que conviviam há mais tempo com a doença sem tratá-la apresentavam significativas alterações inflamatórias no órgão.

Isso indica que a depressão pode ter diferentes estágios e que o tratamento deve mudar com o correr dos anos, pensando também na inflamação cerebral que causa.

Depressão: causas, sintomas e tratamentos