São estas 6 coisas que você está fazendo hoje que vão detonar seu coração na velhice

saude coracao bomba 1018 1400x800
Lightspring/shutterstock

Segunda causa mais comum de mortes no Brasil, o infarto agudo do miocárdio, popularmente conhecido como parada ou ataque cardíaco, ocorre quando há morte do tecido de parte do músculo do coração. Você pode não saber, mas muitos hábitos que adota hoje podem aumentar as chances de prejudicar seu coração na velhice.

Hábitos que prejudicam a saúde do coração

fast food gula 1117 1400x800
Pattysan/shutterstock

1. Alimentação desequilibrada: o hábito de consumir regularmente e em excesso comidas gordurosas, industrializadas e ricas em sódio prejudica muito a saúde do coração e é um dos fatores que mais resultam em doenças cardíacas a longo prazo.

cafe manha torrada 0918 1400x800
Lolostock/shutterstock

2. Ignorar o café da manhã: se você não tem o hábito de comer bem antes de sair de casa deve saber que deixar de se alimentar no período dobra os riscos de desenvolver arteriosclerose, condição caracterizada pelo aumento da espessura da parede das artérias e que, em alguns casos, pode levar ao infarto, segundo um estudo divulgado pelo Journal of the American College of Cardiology.

mulher cigarro fumaca 0816 1400x800
vladibulgakov/Shutterstock

3. Tabagismo: além de ser responsável por mais de 50 tipos de doenças diferentes e pela morte de 10 mil pessoas ao redor do mundo todos os dias, o cigarro prejudica a saúde como um todo e é um dos maiores vilões do coração.

preguica sedentarismo sofa sentado 0318 1400x800
Pixel 4 Images/shutterstock

4. Sedentarismo: praticar exercícios físicos regularmente é fundamental para evitar problemas cardíacos. E saiba que apenas 30 minutos por dia de alguma atividade, como uma simples caminhada rápida, já é capaz de afastar o sedentarismo e evitar problemas cardíacos.

trabalho estresse dor cabeca enxaqueca 0918 1400x814
Gorodenkoff/Shutterstock

5. Excesso de trabalho: uma pesquisa realizada pela Universidade do Texas, nos EUA, aponta que trabalhar demais pode aumentar os riscos de doenças no coração. De acordo com o estudo, ultrapassar 45 horas semanais trabalhando durante 10 anos, por exemplo, significa um aumento de 16% de chances de desenvolver problemas cardíacos.

pesadelo insonia dormir 1018 1400x8700
Agenturfotografin/shutterstock

6. Dormir mal: além de afetar a memória, atrapalhar o processo de emagrecimento e resultar em uma série de prejuízos físicos e emocionais, a falta de qualidade de sono ainda pode detonar o coração. Uma pesquisa feita pela Universidade Columbia, EUA, mostrou que mulheres que demoram para pegar no sono têm maior probabilidade de sofrer de pressão alta e desenvolver doenças cardíacas.

Cuidados com a saúde do coração