mulher

Testes de gravidez vendidos em farmácias podem dar falso-positivo?

teste gravidez 0618 1400x800
Pressmaster/Shutterstock

Quando surge aquela desconfiança de que uma gestação se encaminha, uma das medidas possíveis para saber se a mulher está ou não grávida é a realização do famosos teste de farmácia.

Mas será que esse tipo de teste de gravidez é eficaz na repostas que ele se propõe a dar à população que o realiza?

Como funciona o teste de farmácia

teste positivo 0418 1400x800
elysart/Shutterstock

Existem diferentes tipos de testes vendidos em farmácias, como os que pedem que a paciente urine diretamente na fitinha ou aqueles que contém um recipiente de coleta para que, então, a fita seja mergulhada na urina. Porém, todos fazem a mesma análise.

De acordo com a ginecologista e obstetra Maria Elisa Noriler, os testes de farmácia detectam a presença do hormônio gonadotrofina coriônica (HCG), que é intensamente produzido pela placenta quando o embrião se fixa na parede do útero.

“Esse hormônio é produzido a partir do momento da implantação do óvulo dentro do útero”, explica a médica.

Teste de farmácia é diferente do teste feito em laboratórios?

exame sangue teste doacao 0317 1400x800
Soonthorn Wongsaita / Shutterstock

A análise feita a partir de testes de farmácias não é tão diferente da obtida a partir de exames de gravidez realizados em laboratórios.

No primeiro caso, o que ocorre é a verificação da presença ou não do hormônio HCG na urina, enquanto no segundo é possível avaliar os níveis em que a substância se apresenta no sangue da mulher.

“Através do teste laboratorial é possível quantificar a dosagem, diferente do de urina que só mostra se é positivo ou negativo. No sangue, a verificação é mais sensível e mais precisa. Você consegue já detectar com até uma semana da implantação do óvulo dentro do útero, mesmo antes de ter o atraso menstrual”, conta Maria Elisa.

Teste de farmácia pode dar falso-positivo?

teste gravidez mulher 0618 1400x800
gpointstudio/Shutterstock

Por analisar justamente o hormônio que sinaliza a gravidez, é difícil que o teste de farmácia dê um sinal falso sobre o que está ocorrendo no organismo da mulher. Na realidade, a taxa de acerto desse tipo de teste gira em torno de 70% a 95% dos casos.

“É difícil dar falso-positivo quando o teste é feito de maneira correta. Por isso, deve-se seguir rigorosamente o manual e o tempo de leitura. O ideal, por exemplo, é que ele seja sempre feito na urina após um dia de atraso menstrual. Além disso, é importante tomar cuidado com o manuseio da coleta da urina e usar sempre um recipiente bem limpo ou esterilizado”, alerta a ginecologista.

Quando o teste escapa à regra de precisão, isso ocorre pela interferência de alguns fatores (internos e externos ao corpo da mulher) ao seu resultado.

“Fatores internos estão relacionados a algumas doenças raras que excretam uma quantidade grande de proteína na urina, a realização do teste após abortos ou partos precoces. Já os fatores externos estão relacionados no modo como o exame é feito [como manuseio e uso correto dos recipientes].”

Recomendação para confirmar gravidez

gravida exame medico 0818 1400x800
Dima Sidelnikov/Shutterstock

Segundo a Maria Elisa, a recomendação dada a mulheres é que, depois de realizado o teste de farmácia, seja realizado o exame laboratorial para confirmar a gestação – especialmente para que médico e paciente possam dar início ao pré-natal.

“Sempre confirmamos com o beta HCG sanguíneo para iniciar o pré- natal. O ideal é que, se o teste de urina der positivo, a mulher marque uma consulta o mais breve possível para a confirmação com exame de sangue e ultrassonografia.”

Curiosidades sobre gravidez