Acordar no meio do sono pode ser alerta de 4 problemas: saiba evitar

sono insonia despertador 0217 1400x800
Billion Photos/Shutterstock

Se você tenta manter uma rotina de sono, mas raramente consegue descansar a noite toda, despertando sem motivos aparentes, saiba que precisa ligar o sinal de alerta para possíveis condições de saúde. Entenda o que pode provocar o distúrbio e aprenda como evitar o problema:

Despertar no meio do sono: o que pode ser?

sono insonia despertador 0317 1400x800
MSSA/shutterstock

Estresse: acordar no meio da noite pode significar que seu hormônio do estresse está alto, fazendo com que você desperte até mesmo do sono mais profundo. Se a situação de estresse se prolongar muito, as glândulas que produzem o hormônio podem entrar em falência, causando um cansaço imenso e metabolismo lento.

Combater o estresse com técnicas de relaxamento ou mesmo acompanhamento médico, portanto, é fundamental para que a condição se manifesta de forma crônica e prejudique toda sua saúde.

tristeza insonia libido 0318 1400x800
Humpback_Whale/shutterstock

Alimentação: o que você come ao longo do dia pode interferir diretamente no seu sono. O consumo excessivo de opções ultraprocessadas e ricas em açúcar causa inflamações que atrapalham o descanso noturno, assim como a ingestão de bebidas alcoólicas.

Apostar em uma dieta equilibrada e baseada em comida de verdade, sem excessos, melhora a qualidade de vida como um todo, incluindo o descanso noturno.

pesadelo sono insonia 0817 1400x800
amenic181/shutterstock

Refluxo: acordar no meio da noite tossindo pode ser sinal de refluxo, ou seja, quando o ácido estomacal sobe pelo esôfago e irrita a garganta. O sintoma costuma ainda vir acompanhado de gosto amargo na boca e sensação de queimação.

Procurar um médico para confirmar ou descartar a condição, fazer uso de medicamentos que combatem o sintoma e seguir uma alimentação especial ajudam a aliviar os incômodos causados pelo problema.

insonia dificuldade dormir 0717 1400x800
andriano.cz/shutterstock

Rotina: por fim, seu próprio hábito de descanso noturno pode prejudicar o sono a longo prazo. Se você não consegue manter uma boa rotina de sono, dormindo e acordando em horários aproximados, acaba prejudicando o cérebro e o corpo, que não conseguem relaxar adequadamente e se preparar para uma noite de sono tranquila.

Procure sempre dormir entre 7 e 9 horas todas as noites, evite ir para a cama com aparelhos eletrônicos, mantenha o quarto com iluminação baixa e temperatura adequada e não tente, nos finais de semana, “compensar” as poucas horas dormidas durante a semana. O hábito não resulta em descanso real e ainda afastam as chances de uma regularidade no sono.

Importância do sono para a saúde